Desbloqueio de aparelhos: Touch ID vs. Face ID

Com o lançamento dos novos iPhones pela Apple recentemente, uma das características que mais vem sendo aprimorada pela marca é novo sistema Face ID.

No mercado atual, muitos smartphones apresentam um sensor de impressões digitais, Touch ID, como facilitador de desbloqueio, confirmação de compras — uma forma de “provar” ao aparelho que você é você. Mas empresas como a Apple e a Samsung pensam diferente: elas acreditam que o futuro está no reconhecimento de face (ou reconhecimento de íris, em alguns casos), o Face ID.

Face ID

Essa tecnologia não é nova e já esteve presente em outros modelos de celulares, mas a diferença é que nos dias de hoje essa função está diretamente atrelada ao uso de um avançado sistema de câmera 3D, que é capaz de identificar diversas profundidades tridimensionais, trazendo mais segurança ao usuário.

Diversos usuários dos novos iPhone XS e Galaxy S9 parecem estar satisfeitos com a nova ferramenta, embora o Face ID atual seja em parte mais lento do que o Touch ID utilizado em outros modelos, mas a utilização acaba sendo tão fluida que não se torna um ponto negativo.

Embora os dois sistemas desempenhem a mesma função, podemos imaginar algumas situações em que um dos se sobressairia. O Touch ID parece muito mais cômodo ao destravar o celular pousado em uma mesa, na escuridão ou nos bolsos para agilizar o processo. É perceptível, porém, que é apenas uma questão de hábito e o Face ID pode realmente crescer mais nos próximos anos.