Melissa Novais
Dec 19, 2018 · 3 min read

Recentemente, um colega de trabalho me indicou o livro Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas, do escritor Dale Carnegie. Apesar do receio inicial, por pensar se tratar de mais um livro clichê, devo dizer que descobri nessa leitura um manual de convivência em sociedade e um guia para se distinguir dos demais, tanto em relacionamentos profissionais como pessoais.

Ilustração em tons de rosa e azul, com duas pessoas discutindo e a palavra “blá” escrita diversas vezes ao fundo.
Ilustração em tons de rosa e azul, com duas pessoas discutindo e a palavra “blá” escrita diversas vezes ao fundo.

O autor cita uma série de princípios que todo indivíduo que deseja se destacar em suas relações com outros deveria levar em consideração. Dentre eles, o que mais me chamou a atenção foi: “o único jeito de ganhar uma discussão é evitando-a”. Discussões em que as pessoas se preocupam mais em impor suas ideias do que estar aberto ao debate, são prejudiciais para ambos os lados.

Carnegie cita que de cada 10 discussões, 9 acabam com cada lado convencido de que está absolutamente certo, pois “um homem convencido contra a vontade, conserva sempre a opinião anterior”. E de que adianta ganhar uma discussão se a mente e opinião do outro lado continua a mesma, senão ainda mais convencida de sua própria verdade?

Curiosamente, o princípio que orienta a evitar discussões estava presente na seção intitulada Como convencer as pessoas a pensarem do seu modo. Oras, como evitar discussões me seria útil ao tentar convencer alguém a pensar do meu modo?

“As pessoas não gostam de mudar suas ideias. Elas não podem ser forçadas a concordar com você nem comigo. Mas podem ser levadas a isso se formos gentis e amistosos, cada vez mais gentis, cada vez mais amistosos” — Dale Carnegie

Carnegie cita um artigo da publicação “Bits and pieces” que apresenta sugestões para prevenir que uma divergência se torne uma discussão, e que podem tornar a pessoa mais receptiva a sua opinião. Algumas dessas sugestões são apresentadas a seguir:

Acolha a divergência: Se dois sócios tem a mesma opinião sobre tudo então um deles não é necessário. As pessoas pensam de modos diferentes e possuem diferentes pontos de vistas e experiências, se a outra pessoa apresentou um ponto que você nunca tinha pensado antes, agradeça.

Ouça em primeiro lugar: Deixe o próximo falar tudo o que deseja. Um obstáculo em toda comunicação é realmente entender o que a outra pessoa está falando, assim, ouça atentamente para ter certeza do que a outra pessoa está defendendo.

Certa vez presenciei uma discussão onde ambas as pessoas concordavam no assunto sendo discutido e até apresentavam argumentos semelhantes, mas continuavam rebatendo um ao outro na esperança de ser o último a falar e ouvir um “Você está certo!”. Nem é preciso dizer que isso não aconteceu e que a discussão foi uma perda de tempo. O que poderia ser uma conversa agradável de duas pessoas que concordam em algo se tornou uma discussão sem sentido.

Identifique pontos de concordância: Uma vez que seu adversário falou o que tinha a dizer, comece falando dos pontos em comum. Identifique algo em que ambos concordam e estabeleça uma área neutra na conversa. É sempre mais amigável começar seus argumentos concordando com seu adversário do que rebatendo o que ele acabou dizer e, ao fazer isso, as chances de ele ouvir o que você falará em seguida se tornam muito maiores.

Ninguém começaria uma batalha com a certeza de derrota. Por que, então, entrar em uma discussão? É muito mais produtivo ouvir, destacar os pontos em comum e acolher diferentes opiniões.

Launchpad

Tecnologia, negócios e desenvolvimento pessoal em uma só plataforma.

Melissa Novais

Written by

Launchpad

Launchpad

Tecnologia, negócios e desenvolvimento pessoal em uma só plataforma.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade