Os imperialistas contra-atacam

Foto por Caroline Moretto e Laura Fernanda

Nesta terça-feira (29), ocorreu no Colégio Militar de Porto Alegre a simulação preparatória para delegados da VII MundoCMPA. O propósito do debate era encontrar um lugar para uma nova sede da Organização das Nações Unidas (ONU). Dentre os principais pontos ressaltados estavam o imperialismo por parte da Europa, com seu eurocentrismo exacerbado, e a elevada população no continente asiático. Além disso, crises políticas dentro dos países ou questionamentos sobre governos ditatoriais também fizeram a tarde desta terça.

Países asiáticos como Hong Kong, Coreia do Sul e Japão se uniram para defender a proposta da nova sede da organização em seu continente, uma vez que é o mais populoso e estabeleceria uma conexão entre o ocidente e o oriente, além de serem Estados emergentes com governos estáveis. Em contrapartida, países como a Noruega e a Suíça alegaram serem os merecedores desta nova base por terem um IDH elevado e segurança pública de qualidade, o que caracterizava a sua sociedade “mais evoluída”. Esse pensamento foi fortemente recriminado por países americanos, dentre eles Brasil, Venezuela e Cuba, que criticaram o imperialismo europeu e o fato de já haver um núcleo no continente, localizado em Genebra (Suíça).

Dentre os destaques da simulação estão a aliança feita entre a Rússia e a Suíça, desenvolvida ao longo do debate, juntando forças contra os países asiáticos; e a reação exaltada de Cuba perante às críticas realizadas ao relacionamento entre seu governo e o povo. A sessão chegou ao fim sem uma decisão ter sido tomada por parte dos Estados envolvidos, mas deixando todos os delegados ansiosos para o evento dos dias 1, 2 e 3 de setembro, neste final de semana.

Por Amanda Reis, Bianca Vizzotto, Caroline Moretto e Laura Fernanda

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.