Margaret Atwood

“Uma palavra depois de uma palavra depois de uma palavra é poder” – Margaret Atwood

Escritora canadense conhecida por seus romances, contos, poemas, ensaios, premiadíssima no campo da Ficção Científica, escreve quadrinhos, está tendo suas histórias adaptadas para a TV, e também é conhecida por fazer uma imitação da Bruxa Má do Oeste que deixou Neil Gaiman apavorado.


O trecho ilustrado acima pertence ao poema Spelling:

My daughter plays on the floor
with plastic letters,
red, blue & hard yellow,
learning how to spell,
spelling,
how to make spells.
I wonder how many women
denied themselves daughters,
closed themselves in rooms,
drew the curtains
so they could mainline words.
A child is not a poem,
a poem is not a child.
there is no either/or.
However.
I return to the story
of the woman caught in the war
& in labour, her thighs tied
together by the enemy
so she could not give birth.
Ancestress: the burning witch,
her mouth covered by leather
to strangle words.
A word after a word
after a word is power.
At the point where language falls away
from the hot bones, at the point
where the rock breaks open and darkness
flows out of it like blood, at
the melting point of granite
when the bones know
they are hollow & the word
splits & doubles & speaks
the truth & the body
itself becomes a mouth.
This is a metaphor.
How do you learn to spell?
Blood, sky & the sun,
your own name first,
your first naming, your first name,
your first word.

Seus livros publicados no Brasil:

Romances

  • A mulher comestível (1969). Ed. Globo, 1987
  • O laço sagrado (1972). Tradução Cacilda Ferrante, Ed. Globo, 1989
  • Madame Oráculo (1976). Tradução Lea Viveiros de Castro, Rocco, 2008
  • A vida antes do homem (1979). Trad. Lea Viveiros de Castro, Rocco, 1995
  • Lesão corporal (1981). Tradução Ana Deiró, Rocco, 2008
  • O conto da aia (1985). Tradução Ana Deiró, Rocco, 2006
  • Olho de gato (1988). Tradução Maria José Silveira, Marco Zero, 2000
  • A noiva ladra (1933). Tradução Debora Landsberg, Rocco, 2000
  • Vulgo Grace (1996). Tradução Geni Hirata, Rocco, 2008
  • O assassino cego (2000). Tradução Lea Viveiros de Castro, Rocco, 2001
  • Oryx e Crake (2003). Tradução Lea Viveiros de Castro, Rocco, 2004
  • A odisseia de Penélope (2005). Tradução Celso Nogueira, Rocco, 2005
  • O ano do Dilúvio (2009), Tradução Marcia Frazão, Rocco, 2011

Contos

  • Dançarinas e outras histórias (1977). Tradução Lia Wyler, Rocco
  • O ovo do Barba Azul (1983). Tradução Carlos Ramires, Rocco
  • Dicas da imensidão (1991). Tradução Ana Deiró, Rocco, 2017
  • A tenda (2006). Tradução Lea Viveiros de Castro, Rocco, 2006
  • Transtorno Moral (2006). Tradução Carlos Ramires, Rocco

Infantis

  • Lá em cima na árvore (1978). Tradução Elvira Vigna, Rocco

Poesia

  • A porta (2007). Tradução Adriana Lisboa, Rocco

Não-ficção

  • Negociando com os mortos (2002). Tradução Lia Wyler, Rocco, 2005
  • Buscas Curiosas (2005). Tradução Ana Deiró, Rocco, 2009
  • Payback: a dívida e o lado sombrio da riqueza (2008). Tradução André Costa, Rocco

Agradeço o ♥︎ e clique em “follow” para saber das próximas postagens do Literatura Ilustrada!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.