Bloodline — Star Wars

“Nós vemos o mesmo problema, mas soluções diferentes.”*

Já li a maioria dos livros do cânone em português, clicando vai pra resenha: Um novo amanhecer, Tarkin, Han Solo e Chewie, Leia, Luke, Marcas da Guerra, Estrelas Perdidas, Herdeiro do Jedi, Lordes dos Sith, Antes do Despertar. E eu acabei de mudar meu preferido, ele agora é Bloodline!

Eu comprei o e-book em inglês porque, além de me ajudar a estudar a língua, simplesmente não sei quando ele virá para o Brasil. Aliás, temos uma matéria na UOL que fala sobre o livro, e lá diz que ele viria no segundo semestre de 2016 pela Aleph. Pra você que não lê em inglês, temos esperanças, mas não sei quando vem, ok? rs (ps: Aleph te amo ❤ )

Mas vamos ao que interessa: esse livro tornou-se meu preferido. Por quê?

Primeiramente, devemos nos situar: estamos aqui entre os episódios VI — O Retorno do Jedi e VII — O Despertar da Força. E temos MUITA coisa entre eles, não é mesmo? Há muito para a autora explorar. Claudia Gray explorou nossa querida Leia, mostrando como ela tornou-se general.

Uma coisa marcante da trilogia mais recente, que conta a história de Anakin, é Padmé participando de inúmeras reuniões no Senado. Gray mostra Leia no mesmo caminho de sua mãe, tentando organizar o Senado, tentando mostrá-los que o extremismo é terrível. A própria Leia diz “Isso está acontecendo novamente hoje? Minha mãe viu a Velha República desmoronar, e é a minha vez de ver a Nova República se desfazer?”*

Ainda falando da política, a gente vê que a Nova República está dividida entre os Centristas e os Populistas. E tem bastante briga entre eles: tudo que acontece, um lado culpa o outro. Já dá pra entender de onde veio a Primeira Ordem, né? Aliás, também dá pra entender de onde veio a Resistência.

“Leia agora sabia quais eram seus amigos verdadeiros, e ela nunca iria esquecê-los.”*

Outra coisa que quero destacar aqui: nós conhecemos TODO TIPO de gente. Gente que ama o Império, gente que odeia o Império, gente que ama Darth Vader, gente que odeia Darth Vader. Gente que ama o Império mas odeia Darth Vader. Gente que coleciona itens imperiais e acha isso maravilhoso.

Mas e os outros personagens? Temos Han Solo, Ben, Luke? Sim. E vários outros personagens que eu amei. Claudia Gray acertou em cheio no modo de contar a história e em como os personagens aparecem nela.

Esse é o livro mais revelador do cânone, onde muita coisa interessante acontece. Leitura obrigatória pra quem ama o Universo Star Wars.

“O Sol está se pondo na Nova República — Leia disse. — É hora de a Resistência se levantar.”*

*citações com tradução livre