Image for post
Image for post

É papel do Scrum Master a gestão de pessoas?

Graciele Pereira
Oct 8 · 3 min read

O papel do Scrum Master varia muito entre as organizações, mas é importante lembrar que todos , independente da companhia de atuação, devem ser Agilistas. Há pouca probabilidade de um Scrum Master conseguir performar sem entender a filosofia Lean e ágil (originada do Lean), pois necessitamos de muitas outras vertentes para um trabalho em busca da agilidade além das que contém no Scrum Guide. Por isso trata-se de um framework.

Diante deste cenário, há uma grande discussão na comunidade quanto ao papel do Scrum Master, se ele deve ou não se preocupar com gestão de pessoas. Para levar todos à reflexão, vamos levantar alguns pontos antes mesmo do Scrum Guide?

Primeiramente, o que é gestão de pessoas?

Gestão de pessoas vai bem além de elaboração de cargos e salários. Na sua essência é a preocupação e orientação às pessoas da organização, zelar pelo seu bem-estar, adaptabilidade ao negócio e sua estratégia, enfim, tudo que envolva o desenvolvimento profissional e construção de cenário ideal para o colaborador exercer o seu papel profissional. Chavienato, que é uma grande referência da administração, diz que gestão de pessoas tem sido responsável pela excelência das organizações bem-sucedidas e pelo aporte de capital intelectual que simboliza, mais do que tudo, a importância do fator humano em plena Era da Informação.

Partindo desse ponto, trazendo para a agilidade, temos nosso primeiro item do manifesto ágil:

“Indivíduos e interações mais que processos e ferramentas”

Como agilista, percebe que apoiar um time visando sua boa performance vai bem além de processos, ferramentas, ritos, time box e métricas? O manifesto ágil traz em seu primeiro conceito uma visão voltada para a gestão de pessoas. Para se desenvolver um time de alta performance é necessário antes de tudo entender as pessoas.

Continuando na saga do agilista, a ideia é performar e trazer autonomia. Se olharmos o processo baseado no modelo de Tuckman, podemos perceber que dificilmente isso será possível sem uma análise caso a caso. Antes de chegarmos no estágio Performing, onde temos grandes ações dentro do processo, é necessário trabalhar muito com as pessoas, principalmente nos estágios Norming e Storming. Se você é um Scrum Master em busca disso, terá que entender os objetivos, percepções e necessidades de cada pessoa. A partir daí, será possível pensar num panorama geral de processos.

Visando objetivos e percepções, vamos lembrar do Management 3.0. A principal frase do M3.0 é: “a gestão é importante demais para ser deixada apenas para os gerentes”. A ideia não é criar uma anarquia. Os agilistas como agentes de transformação devem incentivar pessoas a serem donas daquilo que são especialistas para contribuir em prol de um processo melhor. Hoje o cenário mais comum é um trabalho pensado por uns e executado por outros. Como um agilista que não pensa em gestão de pessoas poderá influenciar uma pessoa positivamente em relação a autonomia e representatividade?

Já parou para pensar quantas pessoas devem ser incentivadas a pensar e contribuir? E quantas realmente querem e entendem o que é isso? Ser um líder servidor também é incentivar que as pessoas tenham um comportamento responsável e autônomo. Para Jurgen Apello, o engajamento em prol de um objetivo para alavancar um negócio é fundamental para entregas rápidas e de qualidade, diminuir a rotatividade e aumentar a satisfação. E não é isso que queremos quando trazemos a agilidade para uma empresa?

O Scrum Guide define como responsabilidade de um Scum Master: “ajudar os funcionários e partes interessadas a compreender e implementar o Scrum e o desenvolvimento empírico de produtos”.

Se você não consegue se envolver e ter alguma gestão sobre as pessoas, você terá dificuldades em trazer a cultura ágil e o framework Scrum ao seu negócio.

Vale ressaltar que gestão de pessoas não é “mandar” em pessoas, e muito menos pensar em recompensa, salário e/outras formas financeiras. Pessoas são a base para o sucesso das organizações. Como agilistas, se buscamos uma boa performance, as pessoas são a base da transformação.

Portanto, concluo aqui com a reflexão de um dos mais admiráveis empreendedores:

“Você pode sonhar, projetar, criar e construir o lugar mais maravilhoso do mundo, mas é preciso pessoas para tornar o sonho realidade.” (Walt Disney)

#LocalizaLabs

O laboratório de tecnologia e inovação da Localiza

Graciele Pereira

Written by

Agilista Raíz

#LocalizaLabs

Já somos mais de 700 profissionais de tecnologia com um propósito único: construir o futuro da mobilidade. Por aqui falamos de infraestrutura, inovação, cultura, mobilidade e tudo que envolva o ecossistema de tecnologia. Sejam bem-vindes!

Graciele Pereira

Written by

Agilista Raíz

#LocalizaLabs

Já somos mais de 700 profissionais de tecnologia com um propósito único: construir o futuro da mobilidade. Por aqui falamos de infraestrutura, inovação, cultura, mobilidade e tudo que envolva o ecossistema de tecnologia. Sejam bem-vindes!

Medium is an open platform where 170 million readers come to find insightful and dynamic thinking. Here, expert and undiscovered voices alike dive into the heart of any topic and bring new ideas to the surface. Learn more

Follow the writers, publications, and topics that matter to you, and you’ll see them on your homepage and in your inbox. Explore

If you have a story to tell, knowledge to share, or a perspective to offer — welcome home. It’s easy and free to post your thinking on any topic. Write on Medium

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store