zooey

Me chamou atenção.
Vontade de seu nome, vontade de lhe fazer uma elogio…
Vontade…
Medo de perguntar seu nome, medo de lhe fazer um elogio…
Medo…
Entre vontades e medos ela se foi e eu fiquei.
Quem sabe no próximo ponto eu não a reencontre, quem sabe ?

Quantas vezes você viu alguém na rua, na praça, na padaria, no ônibus que não valesse a pena uma elogio ?
Quantas vezes realmente se fez esse elogio valer.
Praticamente todos os dias entre o caminho casa, trabalho, casa, vejo um sorriso, um olhar, um gesto que mereça um simples “muito bonito”.
Mas não sei o que é minha grande timidez, meu medo (ou o medo da pessoa) de falar com um estranho, ou simplesmente uma oportunidade perdida.
Queria simplesmente ir direto ao ponto, não deixar a oportunidade passar, ir por outro caminho e qualquer outra metáfora que possa ser feita com pessoas bonitas, transporte publico e o medo e timidez que dizes a essa pessoa que você a acha bonita.
Queria ter dado o titulo de “Paixões Passageiras” mas é piegas demais, então lembrei da cena abaixo do filme 500 dias com ela, então por que não simplesmente usar esse momento para colocar uma foto da linda da Zooey (totalmente contextualizado com meu medo e timidez no transporte publico).