Conversamos com Marty Cagan, referência mundial em desenvolvimento de produtos digitais

O americano Marty Cagan é um dos mais reconhecidos evangelistas em desenvolvimento de produtos digitais. Passou por empresas pioneiras no mundo da tecnologia como eBay, Netscape e HP, e foi um dos fundadores do Sillicon Valley Product Group, criado há 16 anos para disseminar conhecimento do Vale do Silício e colaborar com empresas na construção de negócios online.

A publicação de Cagan “Inspired: how to Create Tech Products Customers Love” é um dos títulos obrigatórios na cabeceira de qualquer Product Manager (ou líder de produto digital). Pra quem deseja seguir nessa carreira, ele é sincero e direto em seu livro: “eu quero deixar avisado: você vai ter uma tonelada de trabalho”. Nós, do luizalabs, aproveitamos a passagem do veterano no Brasil neste mês de junho e, com ajuda da Concrete e da Tera, trocamos uma ideia com ele. Confira a conversa abaixo:

Cagan: especialista em produtos digitais (arquivo pessoal)

1. Você tem viajado o mundo inteiro para ajudar empresas de tecnologias a construir produtos de sucesso. Como você analisa a comunidade de produtos digitais no Brasil e o que deveríamos fazer para sermos mais inovadores e eficientes?

Faz quase 10 anos desde a minha última visita ao Brasil e os times de produtos progrediram drasticamente desde então. Naquela época, havia poucas empresas de tecnologia, a maioria estava aguardando os brasileiros terem acesso à internet e hoje temos quase 150 milhões de pessoas online no país. Encontrei aqui PMs de todos os níveis de maturidade, desde os iniciantes até muitos experientes, muito parecido com o resto do mundo da tecnologia.

A principal coisa que eu gostaria de ver no Brasil para se tornar melhor no desenvolvimento de produtos digitais é focar o seu olhar no aprendizado em como as startups constroem produtos e não adotar as práticas e os hábitos dos grandes bancos e seguradoras, onde a maior parte da comunidade de tecnologia deve ter trabalhado anteriormente.

2. Na sua opinião, qual atividade os PMs colocam em segundo plano no seu dia a dia e que você aconselha fortemente para que invistam mais energia para ter sucesso?

O PM deve ter um profundo conhecimento no negócio da companhia onde ele se encontra. Ele precisa entender qual é a estratégia de marketing da empresa, a capacidades de vendas, as restrições financeiras, as preocupações com privacidade e segurança, o modelo de receita e muito mais. Muitos gerentes de produto negligenciam isso.

3. Como os PMs podem ser preparar para um mundo em transformação tão veloz? Você acredita que novas habilidades serão adicionadas no conjunto de competências que esse profissional deve possuir em um futuro próximo?

Não espero que as competências necessárias para esse papel mudem muito, mas não há dúvidas de que as tecnologias continuarão evoluindo drasticamente e o volume de dados continuará crescendo. Para ter sucesso no futuro, o gerente de produto precisa aprender e abraçar novas tecnologias rapidamente e também é necessário que tenha habilidade com dados e esteja confortável para conseguir obter informações a partir deles.

4. Uma das dores muito citadas pelos PMs é o volume de demandas entrando por todos os lados e a gestão de expectativa com os stakeholders. Como lidar melhor com esse cenário?

Se o líder de produto tiver uma compreensão profunda do negócio, ele ou ela terá um relacionamento muito melhor com as partes interessadas. Se isso for um problema, é muito provável que o líder de produto não tenha feito o dever de casa.

5. No luizalabs, a head de produto é mulher. O público feminino representa 50% dos PMs na empresa. Entretanto sabemos que, em geral, as mulheres são pouco representadas no mundo da tecnologia. Você tem incentivado as empresas a olharem mais para elas no papel de PM. Como as empresas podem se beneficiar com uma maior representatividade feminina?

A coisa mais importante para se ter em mente ao recrutar um PM é que essas pessoas sejam inteligentes, criativas e persistentes. Você vai encontrar muitas mulheres bem representadas com essas características. Neste artigo eu descrevo minhas teorias do motivo pelo qual eu acredito que as empresas devem trabalhar mais para atrair mulheres no cargo de líder de produtos.

Observação: No luizalabs, a nomenclatura usada para líder de produto é Product Owner. Veja todas as vagas abertas na empresa aqui.