A Democracia está morta. Longa vida a Democracia! (Parte II)

Mas sem déspotas, por favor. Democracia Direta Digital Já!

A guerra e o caos

Disfarçados de paz e livre iniciativa

Foto: Butcher Billy

E enquanto, isso os presos no feitiço do tempo gritam contra a Globo, a empresa a favor de todos os governos e portanto é claro dos seus respectivos golpes. Mas se esquecem que como em 64 vivemos um momento de transição de veículos de comunicação. Com um diferença brutal: o controle social deste novo veículo é bem mais complexo já que aquele que recebe a informação não pode mais só ter a ilusão de que recebe uma verdade, mas agora também tem a de que ele a produz.

E nestes momentos não apenas monopólios governamentais caem, mas as empresas amigas que vivem das reservas de mercado, subsídios e concessões (por mais que tentem se desvencilhar dos seus parceiros e esquemas) vão junto.

Se o caos disfarçado de ordem livre prevalecerá; se o desgoverno e autoritarismo disfarçado de democracia conseguirá se manter após as crises; Ou se novos “cidadão Kane” e suas corporações vão vestir a luva da mão invisível por trás destes inconscientes coletivos hoje histéricos, isto dependerá do quão disposto estaremos a nos entregar a este “novo” estado de inconsciência coletiva.

http://oglobo.globo.com/mundo/dilma-zuckerberg-anunciam-parceria-para-levar-internet-brasileiros-de-baixa-renda-15842029

Se livrar de lideres ultrapassados que replicam o discurso totalitário do século XIX e XX é cada dia não só mais fácil para quem não vendeu sua alma e razão, mas difícil é perceber os outros estados de inconsciência que dominam os que juram que estão conectados “ao mundo”.

http://devotosdamae.blogspot.ie/2013_03_01_archive.html

As pessoas conseguirão entrar e sair da Matrix sem se entregar ao novo senhor da alienação, ou farão como fez o personagem arquétipo do preto-da-casa, do judas, em Matrix:

“A ignorância é uma benção”. Ou como diria o político alemão, como é que esse povo vai voltar a dormir depois de descobrir como são feitas as salsichas e as leis.

Você decide?

Não. Por enquanto, somos forçados a lidar com as decisões autoritárias deles. Você decide, é algo que não está na agenda, nem na cultura ou programação destes alienistas.

Precisamos tanto retomar nossos governos, como constituir novas redes sociais que empoderem e integrem de fato as pessoas não apenas entre elas mas ao mundo. Precisamos construir redes sociais onde as pessoas possam agir no mundo com a legitimidade de cidadão. Isto antes que esses novo aparelho de alienação se encoste como o velho, definitivamente nas burocracia dos estados fracos e vendidos.

A luta pelo bem comum, vai muito além das riquezas naturais e bem públicos, ela passa pela liberdade absoluta de associação, informação e comunicação cooperativa e concorrente da coisa pública.

Junto a luta anciente pela preservação da vida e natureza, a restituição dos direitos naturais, e renaturação da vida através da desestatização da propriedade e renda comuns e garantia delas como direitos e liberdades básicas.

Lembrando ainda que há ainda simultaneamente outra luta igualmente importante: a luta pelo desenvolvimento das plataformas digitais de democracia direta publicas a luta pela desburocratização da vida, desintermediação dos direitos e a libertação dos povos na sociedade da informação.

Democracia Direta Digital não é só uma proposta ou uma necessidade apenas porque não existe autoridades politicas legitimadas pela população.

A Democracia Direta Digital não é só uma proposta urgente porque em breve seguindo o padrão membros do STF começarão a perder o que resta da legitimidade para ampliar a democracia.

A Democracia Direta Digital é absolutamente necessária e urgente porque em países como Brasil onde nunca houve justiça social, nem igualdade, mas de fato descriminação velada e privilégios autoritários descarados, onde os problemas históricos viram enredo de escola de samba e novela da globo, o Estado desligado da sociedade, não vai apenas se encastelar, ele vai se voltar contra a sociedade. O Estado vai declarar guerra a sociedade. Sejam sob a ordem de Batmans ou Jokers, a lei e ordem mesmo que absolutamente vazia vai fazer a unica coisa que sabe fazer. Marchar.

E a esse crime maior contra a humanidade esses grupos golpistas que se jogam bosta um nos outros só chamarão de golpe, não se não for o seu governo, mas se não for a sua “revolução”.

Continua…

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Marcus Brancaglione’s story.