“Benoît Hamon, o Bernie Sanders francês?”

A resposta do MFRB: Movimento da Renda Básica Francês

C’est un signal très positif que salue le Mouvement Français pour un Revenu de Base (MFRB) : « C’est une belle victoire, pas seulement pour Hamon mais aussi pour l’idée du revenu de base. Ce vote d’adhésion montre que des centaines de milliers de Français veulent que le revenu de base soit au cœur du débat politique. La présence de Hamon dans la course à la présidentielle assure que le débat sur cette idée se poursuivra à l’échelle nationale et européenne » a déclaré Nicole Teke, coordinatrice relations publiques du MFRB.

Parabéns ao movimento francês pela avanço e rejuvenescimento da renda básica. Quando estivemos pela primeira vez na França em 2012 a renda básica era uma ilustre nos meios acadêmicos mas pouco divulgada e debatida entre a população francesa. Em 2015 quando voltamos já era um dos movimento mais fortes da Europa e do mundo, muito graças ao trabalho da MFRB- sem ele tenho a certeza que a idéia não teria ganho a força que tem hoje.

Diga-se de passagem, lembro-me de Nicole e muitos outros com que conversei por lá me dizendo que quando a experiência na Finlândia realmente começasse, a ideia iria se espalhar ainda mais rapidamente, e que a França e outros países da Europa teriam partidos e políticos incorporando a renda básica com seriedade em seus planos de governo. Pelo jeito fizeram uma leitura precisa do cenário politico francês. E se preparam bem para o momento que vão enfrentar.

Não vai ser fácil.

Todos os votos para o movimento da renda básica e a resistência que se forma na França para que a extrema-direta nacionalista, não tome Paris.

Esta disputa na França poderá antecipar a mais importante disputa do nosso tempo… a disputa entre as ideologias nacionalistas dos séculos passados e os ideais humanistas do nosso futuro. Uma economia de Renda Básica ou o “Patriotismo Econômico”? Esta é a disputa entre liberdade e autoritarismo que pode ocorrer na França e faltou como opção nas últimas eleições nos Estados Unidos da América.

E que se faltar em qualquer pleito, em qualquer nação do mundo, ninguém pode dizer que não sabe mais o risco que corre.

Parabens, abraços e força aos amigos da França, Saudades. Estamos com vocês!

MFRB: Aurélie Hampel e Nicole Teke