(Crítica) O Vestido de Trinta Rosas

Livro: O Vestido de Trinta Rosas

O livro da autora Lívia Messias, intitulado “O Vestido de Trinta Rosas”, é um verdadeiro conto de fadas. Uma história voltada para o público infantojuvenil, mas capaz de encantar qualquer um. Vamos ser honestos: boas histórias, no fim das quantas, não têm idade.

Em uma narrativa fácil e prazerosas, o livro de Lívia Messias nos leva por todos os encantos que um bom conto de fadas deve ter: desde magia boa e ruim até conflitos de amizades e corações apaixonados. É uma história sobre amor, sobre a busca da felicidade, sobre honestidade. Traz reflexões pertinentes até para os mais maduros de nós.

Afinal, a simplicidade, às vezes, é esquecida com as agonias da vida adulta.

Lembrando que é um conto de fadas a lá Disney, nada permeado pela crueldade dos contos de fadas mais antigos, apesar de possuir elementos pesados, como (spoilers alerta) “ódio eterno” a quem um dia o amou. A narrativa, no entanto, é tão doce que mal sentimos. (FIM do spoiler)

É um livro que lhe abraça. Foi assim que me senti: abraçada pelas palavras de Lívia e acolhida em suas reflexões. Inclusive, algumas delas, bem pertinentes ao meu momento de vida.

Mas, nem tudo são flores: o livro também tem pontos negativos, a começar por algumas partes que são explicadas demais. A autora entrega a reflexão ao leitor, quando poderia apenas deixar no ar com as ações e pensamentos dos personagens.

O final mesmo, foi muito dado, sem necessidade. Um final reflexivo é mais que bem vindo, mas não precisa ressaltar o que todos aprenderam. Isso é algo que a criança ou pré-adolescente iria intuir com a própria história ou mesmo poderia ser debatido entre os leitores. A entrega da autora foi um pouco demais.

Senti falta de mais ilustrações. Há algumas no livro, mas pouquíssimas, e já que a autora abriu para ilustrações, acho que poderia explorar mais. Adorei as que estão lá, inclusive, as achei bem lúdicas.

É um livro doce, com uma história linda. Merece ser lido com o coração aberto.

Sobre a capa e a diagramação

Eu amei a capa, bem rosa, chamativa, com uma ilustração bonita. Talvez, a única coisa que não curti muito foi a letra escolhida para o título. Achei que poderia ter sido uma mais chamativa, porém, de resto, a capa está ótima.

A diagramação também é muito boa. Com letras grandes, atrai jovens leitores, e gostei muito como não há “capítulos”, mas quebra com novos tópicos. Achei lindos os desenhos de rosinhas que acompanham esses tópicos e a letra escolhida para eles.

É um livro bonito, que chama atenção.

Sinopse:

E se você encontrasse um vestido capaz de transformar o amor em realidade? Usaria? Enfrentaria as consequências? Helena mora na Vila Íris e lá conhece Ícaro, se apaixonando perdidamente. Não sabendo se é correspondida, decide usar um encanto que mudará todo o rumo da sua vida! O Vestido de Trinta Rosas é uma aventura que fala de amor, amizade, escolhas, responsabilidades e esperança.

Maria Anna Martins

Página oficial da autora com conteúdos exclusivos como…

Maria Anna Martins

Página oficial da autora com conteúdos exclusivos como contos, resenhas e novidades.