Técnica para mão direita — Violão

Técnica nada mais é do que um conjunto de métodos e processos de uma arte ou de um ofício.

Sendo assim técnica refere à maneira como executamos determinada função. No caso do violão utilizamos as mãos para alcançar o controle do som a fim de fazer música, e a técnica violonística está intrinsicamente ligada aos movimentos e posturas das nossas mãos.

Estudo de técnica

Quando falamos em estudos técnicos estamos nos referindo à reflexão e conscientização de processos práticos. Podemos realizar um mesmo mecanismo no violão com inúmeras técnicas, umas mais eficientes e outras nem tanto. Podemos também fazer isso sem se quer prestar atenção na técnica utilizada, o que nos limitaria muito, pois se não refletirmos sobre a maneira que tocamos, dificilmente alcançaremos melhores resultados.

Observação e senso crítico

Estudar técnica nos ajuda a perceber a maneira como realizamos os movimentos e postamos as mãos e os dedos. Quando estudamos de forma atenciosa e aplicada, após um certo tempo podemos comparar os resultados e compreender como o alcançamos. Através deste processo nos tornamos mais observadores e críticos em relação ao nosso som e a nossa mecânica.

Apoio do polegar

Neste vídeo apresento uma breve reflexão e uma dica para a execução de melodias e escalas. Você já deve ter percebido que a função dos dedos da mão direita se altera de acordo com o objetivo. Para executar arpejos (dedilhados) os dedos “ p i m a” da mão direita, obedecem uma certa lógica. O polegar de forma geral fica responsável pelos baixos dos acordes enquanto os dedos “ i m a” são incumbidos de se alternarem de acordo com o padrão rítmico e sequencial estabelecido. Já no caso de uma melodia ou escala, a técnica a ser utilizada é completamente diferente. De forma geral utilizamos somente a alternância entre indicador e médio. Neste caso o polegar pode ser utilizado de forma muito útil, tanto para estabilização da mão quanto para encontrar uma referência de distância para auxiliar os saltos entre as cordas.

É justamente sobre isso que falo no vídeo.

Espero que você curta e que seja útil para seu desenvolvimento no violão!

Abração!

publicado originalmente em mateusbustamante.com.br em 16 de Outubro de 2016

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Mateus Bustamante’s story.