Afinal, o que é o MeEnsina?

Perguntas como: “Como funciona?” ou “Me explica melhor essa ideia” são comuns quando as pessoas ouvem falar do MeEnsina.

Antes de explicar quem somos hoje, vamos voltar 3 anos e entender como tudo começou.

Maio de 2014, em uma disciplina na Faculdade, o professor propôs desenvolvermos alguma tecnologia que ajudasse a comunidade acadêmica. Poderia ser um aplicativo para monitorar o Busufba (mais conhecido como: coração de mãe sempre cabe mais um), ou ideias como: um site para recomendarmos um professor para os demais alunos, reclamar sobre a infraestrutura do campus etc. Em meio a 1h50 de aula, surgiu o Monitoria Web. A ideia era bem simples: um aplicativo para os monitores das disciplinas disponibilizarem seus horários para os alunos, já que essa informação muitas vezes não era tão acessível.

Então, mãos a obra.

Muito trabalho precisava ser feito, mas como a exigência era apenas um protótipo, a missão era difícil, porém, possível. Precisava começar do zero, escolher quais tecnologias seriam utilizadas, desenvolver toda a lógica e entregar, no mínimo, um produto legal ao final do semestre (onde iriam ocorrer as apresentações).

Durante alguns meses, desenhamos como poderia ser o aplicativo:

Mas no final, quase nada disso ai foi aproveitado. É a vida.

O aplicativo estava pronto (bem distante da imagem aí acima, só para variar), mas pouco antes da apresentação, fazendo as verificações finais, o aplicativo parou de responder. Isso mesmo, não fazia login, não mostrava as monitorias, nada funcionava… e não havia mais tempo para consertar. Então, o jeito era apresentar com um produto falhando. Faz parte.

Tirando da gaveta o futuro sucesso.

O Monitoria Web morreu. Esta é a parte que digo: acreditar em uma ideia, e trabalhar pra que ela se torne realidade e vá para o mercado é uma tarefa difícil. E digo, o medo foi quem contribuiu para pegar o projeto e engavetar. Além disso, não possuía conhecimento suficiente para engajar.

Dois anos depois, fui abordado por um colega sobre uma ideia que ele teve, sobre criar um aplicativo para auxiliar no colégio. Como sempre gostei de ouvir ideias, dediquei toda atenção. Enquanto ele falava, parecia descrever completamente o que era o Monitoria Web com detalhes a mais.

— Cara, se eu te falar que já fiz um aplicativo bem semelhante ao que você estava falando?
 — Mentira! Onde baixo, man?!
 — Lugar nenhum. Eu abandonei, não tive gás pra levar em frente.
— Então pega pra fazer ele de novo. Vai com certeza bombar lá no colégio!

Então, a energia voltou. Voltei a acreditar não somente na ideia, mas que agora existia um novo público que poderia utilizar. Estaria, de alguma forma, ajudando algumas pessoas! Essa era a melhor sensação.

Retomei o desenvolvimento, mas por ter se passado tantos anos, já não lembrava de muita coisa que havia no código. Comecei a reescrever do zero e em paralelo, queria construir uma equipe para me ajudar e também apoiar a ideia. Achei que talvez essa seria a parte mais difícil, mas não foi.

Convidei dois amigos e compartilhando um pouco do conhecimento que tínhamos, fomos estruturando o projeto e finalmente nasceu o MeEnsina.

MeEnsina versão Beta

Após 3 meses de desenvolvimento, lançamos o MeEnsina na versão BETA para o público da UFBA, e ficamos surpresos com o nível de aceitação do pessoal! Nesse meio tempo, mais quatro integrantes se juntaram ao projeto, e o sucesso cada vez mais emergente. Estávamos compartilhando uma experiência de trabalho jamais vista. Adotando exemplo de grandes startups, nossa comunicação e organização se tornaram pontos fortes!

Nossa missão só estava apenas começando. Apesar de usual, o MeEnsina Beta não estava pronto para atender 100% ao público. E agora, como tínhamos uma equipe de cinco desenvolvedores, escolhemos começar mais uma vez do zero, utilizando novas tecnologias e como forma de alavancar o aprendizado. Apesar de arriscado, foi uma boa escolha. Lançamos um update (podemos considerar um Beta 2.0) e estamos trabalhando duro para além de lançar o aplicativo para Android, também uma versão Web!

Nossa grande ideia ainda melhor.

O MeEnsina evoluiu e muito! E depois de uma longa introdução, explicar a ideia é bem simples: Conectamos os alunos aos monitores, onde ele poderá encontrar aulas que estão ocorrendo na universidade, colégio, cursinho, e poderá garantir sua vaga. Além disso, vamos disponibilizar o “MeEnsina Grupos”: marque com outros alunos para estudar juntos em algum local.

Ou seja, um aluno-monitor vinculado a alguma disciplina ou não, através do aplicativo, poderá disponibilizar os horários que ele estará disponível para tirar dúvidas. Os demais alunos, entram na “sala” criada, e garantem a vaga para aquela aula, assim ambos se encontram em algum local e a monitoria ocorre.

Já nos grupos, alunos poderão criar uma “sala”, onde poderá disponibilizar para qualquer aluno (caso a sala seja pública), um espaço para que eles possam se conhecer e estudar sobre algum determinado assunto ou disciplina.

Proporcionar uma grande mudança é necessário.

O grande diferencial do MeEnsina, é que caminhamos contrário ao vento EAD (ensino a distância). Após um longo estudo, entendemos que estudar presencialmente proporciona uma taxa de aprendizado muito maior. Os resultados são mais satisfatórios para ambos (quem ensina ou quem aprende) e acaba ocorrendo uma injeção de ânimo para se dedicar ainda mais. E essa a mensagem que buscamos trazer para nossos usuários.

Estamos aqui para entregar uma solução para um grande problema que existe no meio acadêmico. Como a tecnologia, em partes, ajudam a tirar nosso foco (através das redes sociais, por exemplo), usamos este meio para proporcionar um resultado diferente e assim, preparar alunos para evoluir exponencialmente seu conhecimento através da colaboração.

Buscamos adotar o modelo híbrido de ensino, por uma educação onde o aluno passa a ser dono de seu aprendizado e trazer alternativas para que o conhecimento esteja sempre em movimento, mesmo que fora da sala de aula. Este é o foco central do MeEnsina.

Há muito a ser feito. E isso só será possível com a ajuda de todos os alunos que, assim como nós, desejam mudar para melhor a educação no Brasil. Vamos nos movimentar para ajudar o próximo. Não podemos viver no limite da nota 5. Nós, estudantes, possuímos um grande potencial, e vamos trabalhar para tornar isso uma realidade notória mundo a fora.

Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção. — Paulo Freire

Nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/meensinapp

Email: contato@meensinapp.com