Afiliada da Record TV desde 2007, emissora da RCC encerra parceria com a rede dos bispos

Mídia Amazonense
May 11 · 4 min read

Por Jefferson Morais, o famigerado Mídia Amazonense

Emissora da Rede Calderaro de Comunicação (RCC) deixa a Record TV com mais de 8h diárias de programação própria e com direitos de transmissão de eventos de renome, como o Festival de Parintins. Foto: Reprodução/TV A Crítica.

Segundo informações dadas em primeira mão pelo BNC Amazonas e confirmadas pelo Portal A Crítica, a TV A Crítica deixará de ser afiliada da Record TV a partir da segunda quinzena de junho de 2019, tornando-se uma emissora independente. Com isso, a rede do bispo Edir Macedo migrará para o canal 36.1, de concessão própria do Grupo Record. Atualmente o canal é controlado pela Rede Diário de Comunicação, tendo a Record News como cabeça de rede. Quem ganha e quem perde com essas mudanças no mercado televisivo baré?

De primeira, tanto a TV A Crítica quanto a Record TV saem perdendo. Ambas terão que fazer mais investimentos em programação e em contratação de pessoal para se manterem no ar. Nesse caso, em tese, quem sairia ganhando é o mercado profissional da Comunicação, com mais oportunidades de emprego. Fazer investimentos na TV aberta em plena crise econômica que o Brasil atravessa e, principalmente, num mercado de Comunicação distante do eixo Rio-São Paulo? Seria no mínimo louvável.

É certo que o protagonismo da programação local da TV A Crítica tem incomodado a direção da Record TV. Desde fevereiro de 2018, a edição nacional do Cidade Alerta, principal audiência da rede em São Paulo, não passa no Amazonas. Em seu lugar é exibido o Magazine, revista eletrônica de entretenimento que tem audiência e faturamento mais expressivos que o policiaresco. Além disso, a TV A Crítica tem parcerias com a Endemol Shine Group e com a Viacom Brasil, que são produtoras internacionais de conteúdo.

O que a Record TV representou para a TV A Crítica?

Com a Record TV, a TV A Crítica se profissionalizou. Se ela sofria nas mãos do SBT com as intermináveis mudanças de grade que prejudicavam a programação local lá em 2007, foi com a Record TV que teve a oportunidade de aprimorar seu Jornalismo e desenvolver uma programação mais regional, se destacando como uma das melhores afiliadas da rede.

Foi com a Record TV também que a TV A Crítica foi desafiada em “reeducar” uma audiência acostumada com a programação do SBT por conta dos 26 anos de parceria (1981–2007). Desde que o Ibope passou a considerar os números de Manaus na medição de audiência nacional, a TV A Crítica não conseguia vencer a TV Em Tempo (que herdou a forte tradição do SBT).

Mas com os investimentos em programação própria a partir de 2017 e com o fim do desligamento do sinal analógico em 2018, tanto a TV A Crítica quanto a Record TV viram seus números crescerem em 200%. A emissora da Rede Calderaro se despede da rede dos bispos como uma das melhores afiliadas em audiência e em estrutura.

O que a TV A Crítica representou para a Record TV?

Até setembro de 2007, eram poucos que conheciam a programação nacional da Record TV por conta da sucateada TV Manaus (hoje TV Em Tempo). Além de sofrer com constantes quedas de energia, seu sinal era fraco e só quem morava nas proximidades do Centro é quem conseguia sintonizar a então afiliada da Record.

Com a TV A Crítica, a Record TV ganhou cobertura de sinal não só na capital, mas também no interior. Em 2007, a TV A Crítica já cobria 92% do Amazonas, um Estado de extensão continental. Sua marca passou a ser associada ao maior conglomerado de comunicação da Região Norte: a Rede Calderaro de Comunicação (RCC).

A Record TV encerra a parceria com a TV A Crítica na vice-liderança em audiência na Grande Manaus. Vai ter que suar e muito a camisa para se manter nessa colocação, mesmo com programação local própria gerada ou fechando parceria de afiliação com outro Grupo de menor expressão.

O que a TV A Crítica ganha?

Além de sua independência, a emissora da RCC ganha um novo desafio: preencher as 24h diárias com programação própria. Novas atrações vem aí? Além das parcerias com a Endemol Shine Group e Viacom Brasil, novas parcerias vem também? Vai ter que arrendar a grade para Igrejas e produções pagas? No pior dos cenários, vai ter que enxugar o número de pessoal por conta da nova realidade? Ainda é muito cedo para ter essas respostas, mas competência e profissionais para cumprirem essa nova missão, ela tem. Vida longa e sucesso nessa nova fase, TV A Crítica!

Midia_AM

O maior Estado do Brasil, a Amazônia e a mídia local em evidência.

Mídia Amazonense

Written by

O maior Estado do Brasil, a Amazônia e a mídia local em evidência.

Midia_AM

Midia_AM

O maior Estado do Brasil, a Amazônia e a mídia local em evidência.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade