Afinal, o que é ser campeão?

Por: Fernando Rufino, atleta da paracanoagem

Foto: Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa)

A gente cresce aprendendo que precisa vencer na vida. O problema é que ninguém explica que a grande vitória é o acúmulo das nossas pequenas conquistas. Não importa o quanto seja trabalhoso, é preciso subir um degrau de cada vez para entendermos que cada passo, mínimo que seja, é importante para formar um campeão.

Eu vim do interior do Mato Grosso do Sul, terra onde criei minhas raízes e nasci com esse jeitão sertanejo que todo mundo conhece. Chegar onde cheguei e saber que ainda existe a possibilidade de representar meu país em uma Paralimpíada é, para mim, como aqueles oito segundos em cima de um touro bravo para dar o melhor de si.

Foto: Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa)

Nessa trajetória de ex-peão de rodeio a paracanoísta, troquei as esporas pelos remos e o caiaque virou meu burro branco. Se o destino não me garantiu os louros de um grande cowboy norte-americano, minha garra na água garantiu medalhas, troféus e o carinho de gente do mundo todo.

E é nesse ponto que eu paro para refletir sobre a importância de um evento paralímpico para o nosso país. É nessa hora que a gente percebe o quanto isso marcará a vida dos nossos atletas. O pensamento das nossas crianças.

Todos os dias, alguém que nasceu ou que adquiriu algum tipo de deficiência luta para garantir seu lugar ao Sol. Chegar a me tornar o Cowboy da Paracanoagem não foi uma passada larga e, sim, a busca diária pelos meus sonhos. Ninguém espera contratempos ao longo da vida, mas são eles que nos tornam mais fortes.

Foto: Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa)

Nosso dever, como atletas paralímpicos, é mostrar que o nosso desempenho vai muito além de superação. É uma questão de alto rendimento, de desafios de alta intensidade, que nos colocam à prova além dos obstáculos que já temos na vida. É paixão pelo esporte e por milhões de brasileiros que representamos.

Em 2016, a Paracanoagem estreia nos Jogos Paralímpicos e o mundo todo poderá ver ainda mais esportistas dispostos a honrar a bandeira com a qual nos vestimos em grandes competições. Desta vez, nosso coração baterá mais forte no maior evento esportivo do planeta. E em casa.

Certamente orgulharemos nossos conterrâneos e mostraremos ao mundo que, apesar das nossas dificuldades, somos um povo de fibra, que vibra a cada conquista e que entende que ser campeão vai muito além de receber medalhas, que nenhuma vitória será possível sem algumas derrotas. Que tudo isso supera uma disputa, pois é a realização de um sonho.

Espero ver esse Brasil que é do tamanho do mundo torcendo por cada esportista que estiver no Rio de Janeiro. Pois se tem uma coisa em que somos muito bons, é de sempre termos esperança de vencer.

Abraços do Cowboy da Paracanoagem!


Acesse o twitter, o facebook e o instagram do Brasil 2016. Estamos no snapchat! Procure por VaiBrasil_2016
Acesse também o twitter, o facebook e o instagram do Ministério do Esporte.