Nastacha de Avila
Aug 2 · 6 min read

No começo de 2019, quando entrei na Mobicare, fiz uma pesquisa qualitativa com aproximadamente 15 desenvolvedores internos (de estagiários até nível sênior, meninos e meninas, todes) e até alguns desenvolvedores externos, inclusive de empresas de fora do Brasil. O objetivo era entender ao máximo o perfil, quais são seus interesses, em que canais consomem conteúdo, quais são seus desafios e anseios. A partir dessa análise, a equipe de Marketing reformulou toda a estratégia de comunicação e decidiu, entre outros itens, passar a publicar artigos nesse Medium que vos fala.

Sabe qual foi o ponto em comum em 100% das entrevistas? Todos evidenciaram o interesse em filmes e séries como um de seus principais hobbies. Pensando nisso, e também para variar um pouco nos *clássicos artigos técnicos*, a ideia é abrir uma coluna de entretenimento, com dicas de conteúdo, sempre fazendo um link com a área de programação. Como não é só de coding que vive o cidadão, vamos começar por 5 filmes ou séries sobre programação (e todos com nota acima de 7 no IMDb, ok? ok.):

Piratas do Vale do Silício | Nota 7,3 no IMDb

Abrindo a lista com um clima mais vintage — o filme foi lançado em 1999 -, Piratas do Vale do Silício conta a história do surgimento das gigantes Microsoft e Apple, sendo protagonizado por Bill Gates, Paul Allen, Steve Jobs e Steve Wozniak que, nos anos 70, eram apenas inteligentes estudantes da Califórnia que se divertiam com tecnologia. Tudo muda no momento em que eles em descobrem o potencial econômico desse mercado.

Para a surpresa de um total de 0 pessoas, as duas gigantes da área tech foram construídas num ambiente em que a ambição é indiretamente proporcional à ética. Steve Jobs e Bill Gates não pouparam esforços para a construção de seus impérios.

“Estamos aqui para fazer alguma diferença no universo. Senão, por que estar aqui? Estamos aqui para criar uma nova consciência, como artistas ou poetas. É assim que devem encarar. Estamos reescrevendo a história do pensamento humano.”

O filme é cheio de frases marcantes e vale muito a pena assistir, especialmente para quem trabalha na área de tecnologia. Em uma das falas, Steve Jobs já deixa claro que “informação é o poder”. Nada mais atual para ouvirmos em uma era de Big Data, Machine Learning, etc.

A Rede Social | Nota 7,7 no IMDb

Seguindo na linha da total falta de escrúpulos, temos uma ótima história.
O filme “A Rede Social” aborda o surgimento do Facebook, apenas a quinta empresa mais valiosa dos Estados Unidos (pelo menos até 2018).

Inicialmente, Mark Zuckerberg cria o FaceSmash para se vingar da namorada que rompeu com ele: um site que convidava os homens a comparar a beleza das mulheres, apenas entre os alunos de Harvard. Depois disso, evolui a ideia a partir de uma conversa com os irmãos Winklevoss que, spoiler, posteriormente o processam por plágio. Para o desenvolvimento da primeira versão da plataforma TheFacebook, Mark conta com a ajuda de seu amigo brasileiro Eduardo Saverin. E, não surpreendentemente, Zuckerberg também dá uma rasteira em seu amigo.

Ainda que a produção seja baseada no livro “Bilionários Por Acaso”, parece que bilhões de dólares e sucesso não são exatamente fruto do acaso. Mark fica tão obcecado em criar uma ferramenta que gere um elo entre as pessoas, mesmo que superficial, que acaba perdendo a única amizade real [pelo menos retratada no filme].

“You don’t get to 500 million friends without making a few enemies.”

Mr. Robot | Nota 8,5 no IMDb

Diferentemente da maioria dos filmes e séries que tratam hackers como pessoas olhando fixamente para uma tela preta cheia de códigos, digitando freneticamente e dizendo “quebrei a criptografia”, em Mr Robot o viés técnico e pragmático dos hackers é extremamente verossímil.

Como hackers são retratados no cinema 🙄

Resumidamente, Elliot Alderson é um engenheiro de segurança da informação que trabalha como uma espécie de “hacker do bem” nas horas vagas. Em paralelo, somos apresentados ao seu alter ego, Mr Robot, que é também o idealizador de um plano em escala mundial para hackear o sistema financeiro e “zerar” os débitos e créditos em que se fundamenta a sociedade moderna.

Há suspeita que a série contou com a possível consultoria do grupo Anonymous. Se não foi esse o caso, a produção investiu em bons especialistas para tornar o conteúdo confiável: o que é atraente para quem está inserido no universo da tecnologia.

Silicon Valley | Nota 8,5 no IMDb

“If you want to understand Silicon Valley, watch Silicon Valley — Bill Gates”

Silicon Valley é uma série de comédia sobre uma pequena equipe de desenvolvedores que atuam em uma startup chamada Pied Piper. O enredo mostra como eles definem a estratégia, constroem o produto, arrecadam dinheiro e enfrentam gigantes da tecnologia.

É uma série inspiradora para desenvolvedores(as) que sonham ir para o caminho do empreendedorismo, gerenciando sua própria empresa de tecnologia.

The Code | Nota 7,5 no IMDb

Uma série que foge um pouco do comum em três aspectos:

  1. Não retrata lugares que já estamos acostumados como EUA ou Inglaterra. É uma ótima produção exibida pela BBC Four e tem como cenário a Austrália (aviso: tem no Netflix Brasil);
  2. Tenta fugir um pouco das fórmulas prontas bastantes conhecidas: não apresenta diálogos misteriosos ao telefone com um desconhecido ou outros clichês que deixam bem confortáveis aqueles que estão acostumados com roteiros previsíveis;
  3. O roteiro apresenta um plot central rodeado de várias histórias paralelas: a série é cheia de sub-tramas interligando — como em uma rede digital — tanto os protagonistas como os demais personagens.

Partindo desse princípio, The Code apresenta a história de dois irmãos; Ned, um jornalista da internet, e Jesse, um Hacker que sofre com distúrbios psicológicos. Os irmãos descobrem informações sigilosas de uma empresa, o que ocasiona uma perseguição do governo para silenciá-los. Por conta do tema e do formato merece entrar na lista! 😉


Dica bônus sugerida por Felipe Goldin

Zero Day | Nota 7,8 no IMDb

Antes de qualquer coisa, é importante explicar o que significa “Zero Day” (Dia Zero): o termo define uma falha de segurança não documentada e inexplorada, um agente de disseminação de vírus para o qual não existe uma correção conhecida, uma vez que o próprio desenvolvedor da solução e soluções de detecção / correção de vulnerabilidades nunca identificaram tal falha.

Surpreendentemente, o documentário não segue uma linha sensacionalista, tratando do vírus/worm Stuxnet através da discussão de uma política de cyber-guerra, a partir de documentos, investigação jornalística e declarações de diretores, membros/ex-membros ou colaboradores da Casa Branca, Pentágono, CIA, NSA entre outras divisões governamentais.

Durante o filme, somos apresentados a um novo conceito de enfrentamento entre nações a partir do descontrole do Stuxnet. Um novo tipo de invasão capaz de destruir lugares de grande importância para um país sem ser necessária mobilização militar, deu oficialmente origem a uma era de “guerra à distância”. Os impactos disso para as sociedades ainda são desconhecidos, uma vez que não se sabe quantos Dias Zero essas novas armas possuem e o que elas podem fazer. Desligar todo o fornecimento de energia de uma cidade? De um país inteiro? Interromper o fornecimento de água? Qual é o alcance real? É essencial assistir!

Curtiu a lista? Tem mais dicas? É só comentar ⬇.


Me chamo Nastacha de Avila e construí meus 10 anos de carreira com foco em Gestão de Marketing e Digital Business Intelligence. Sou responsável pelas áreas de Marketing e Produto na Mobicare. 😀


A Mobicare combina os Melhores Talentos, Tecnologias de Ponta, Práticas Agile e DevOps com Capacidades Operacionais avançadas para ajudar Operadoras Telecom a gerar novas receitas e a melhorar a experiência dos seus próprios clientes.

Se você gosta de inovar, trabalhar com tecnologia de ponta e está sempre buscando conhecimento, somos um match perfeito!

Vem trabalhar com a gente 😉 bit.ly/mobicarreiras

mobicareofficial

Se você gosta de inovar, trabalhar com tecnologia de ponta e está sempre buscando conhecimento, somos um match perfeito! Vem trabalhar com a gente 😉 bit.ly/mobicarreiras

Nastacha de Avila

Written by

10 anos de carreira com foco Gestão de Marketing e Digital Business Intelligence. Me aventurando como PO na Mobicare ➡ https://www.linkedin.com/in/nastacha/ 😉

mobicareofficial

Se você gosta de inovar, trabalhar com tecnologia de ponta e está sempre buscando conhecimento, somos um match perfeito! Vem trabalhar com a gente 😉 bit.ly/mobicarreiras

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade