Carreira de Desenvolvedor: 7 dicas do CTO da Mobicare para crescer

Durante esses mais de 20 anos de experiência em startups de TI e Internet, o que sempre me moveu foi a possibilidade de utilizar a tecnologia para resolver os problemas de usuários reais, construindo arquiteturas de software escaláveis que lidam com alto tráfego e processos financeiros críticos.

Ao longo desse período, acompanhei algumas mudanças de mercado e muitas pedras pelo caminho, afinal, estamos falando majoritariamente de inovação. Por mais que atualmente tenhamos uma infinidade de soluções já existentes que permitam processos mais rápidos e uma grande comunidade de desenvolvedores pelo mundo que documenta e compartilha atalhos, é uma realidade que no segmento de tecnologia se lida com o novo a todo momento.

Hoje, atuando como CTO na Mobicare, vejo que alguns fatores foram e são essenciais não só para o crescimento da minha carreira, mas também para entregar soluções melhores para o mercado e para os usuários finais. Seguindo o que muitos profissionais têm feito, a ideia é compartilhar alguns caminhos para crescer na carreira de desenvolvedor, em que a demanda por profissionais está cada vez mais em ascensão.

1) Trabalhe em projetos desafiadores e diversificados

Trabalhar em projetos desafiadores influencia diretamente no crescimento e no desenvolvimento da maturidade profissional. Um projeto pode ser desafiador pelo tamanho e complexidade ou, simplesmente, porque utiliza novas tecnologias que tiram você da zona de conforto.

A princípio, pode ser complicado buscar e aprender coisas novas, pela falta de tempo e pela pressão para produzir e entregar um projeto em produção. Por isso, é importante buscar oportunidades de aprendizado participando de projetos diversificados, com arquiteturas e ferramentas diferentes. Com o tempo, você será capaz de aprender novas ferramentas mais rapidamente e o desconhecido assustará menos.

E a diversificação de desafios não necessariamente tem relação com mudar de empresa: aqui na Mobicare temos áreas de negócio que, possuem autonomia para definir arquiteturas, tecnologias e processos diferentes. A migração entre unidades de negócio podem gerar esse tipo de experiência. O importante é a disposição para enfrentar desafios e estar sempre em busca de novos conhecimentos.

2) Invista tempo para acompanhar o ciclo de vida dos seus projetos

Com o mercado de desenvolvimento tão aquecido e uma demanda tão grande por profissionais de tecnologia, o movimento natural é a migração de uma empresa para outra com muita rapidez. Investir mais tempo trabalhando em um mesmo local, permite que o profissional tenha a vivência de ciclo de vida: a oportunidade de acompanhar o projeto nascendo, sendo desenvolvido e alcançando uma certa estabilidade.

Isso traz bagagem em relação a conhecimento, bem como demonstra maturidade profissional, pontos valorizados por qualquer equipe de recrutamento. Faz toda diferença acompanhar o projeto entrando em produção e atendendo usuários reais. É fundamental para um desenvolvedor de software acompanhar os problemas e desafios. Com o tempo, essa dinâmica melhora as entregas, trazendo mais qualidade, resiliência, métricas e logs de qualidade.

3) Invista em certificações

É verdade que certificações não são fundamentais para a carreira de desenvolvedor. No fundo, o importante é estar constantemente estudando e tentando melhorar seus conhecimentos e ferramentas. Apesar disto, certificações podem ser um excelente guia para quem precisa ter algo mais estruturado para seguir e possuem uma grande vantagem: fica mais fácil de comprovar o conhecimento (ao menos teórico).

Em um mundo em que o nível de abstração sobe cada vez mais, sempre sugiro alternar os estudos de novas tecnologias de alto nível com estudos de protocolos de mais baixo nível.

Esses conhecimentos certamente serão úteis na construção de sistemas mais complexos em que cada milissegundo economizado faz a diferença ou em algum momento de crise em produção. Um bom ponto de partida é o entendimento dos protocolos HTTP, TCP, bem como entender como funcionam os bancos de dados.

4) Entenda sobre a Cultura DevOps

Em 2008, após algumas discussões em fóruns sobre desenvolvimento ágil, o termo DevOps surgiu como uma metodologia de integração entre desenvolvedores e administradores de sistemas. Dizem que a cultura de DevOps “quebrou um muro” que separava em silos as áreas de desenvolvimento e de operações, sendo considerada uma evolução da metodologia ágil, com foco em entrega contínua. Recentemente, tem sido confundida até com nome de posição (vaga) no mercado, porém, na teoria, isso não muito faz sentido, uma vez que é algo que deveria estar no DNA da empresa.

O desenvolvedor precisa ter em mente a importância de envolver o time de infra nos projetos desde o princípio, ou seja, um representante da equipe de operações deve sempre participar das reuniões técnicas e do desenho do projeto. Sem os recursos da área de infraestrutura não há projeto, desta forma, a visão sistêmica de quem vai garantir disponibilidade, segurança, desempenho e monitoração deve estar presente ao longo de todo o ciclo de vida, por isso, o especialista de operações precisa participar das tomadas de decisão, ajudando na escolha das tecnologias utilizadas.

Esse tipo de cultura identifica falhas a serem resolvidas durante o processo de desenvolvimento, diminuindo drasticamente a possibilidade de problemas serem expostos aos clientes finais. Quando os times trabalham em conjunto, o produto tem maior qualidade e desempenho, uma vez que os dois perfis agregam valor e conhecimento ao projeto.

Ter um profissional de infraestrutura dentro do time de desenvolvimento também ajuda a evoluir os processos de desenvolvimento e deploy dos serviços de forma automática (Continuous Delivery).

Dicas de Ferramentas DevOps

5) Foque no entendimento do negócio

O perfil que realmente se destaca, indo além do necessário (conhecimento de diferentes tecnologias, vivência de mercado, maturidade profissional) é aquele que entende a importância / impacto daquilo que está desenvolvendo, que consegue enxergar o “big picture”.

O desenvolvedor que sabe o que as APIs são capazes de fazer e consegue entender o problema que se deseja resolver, está em posição única para sugerir soluções mais interessantes. Um exemplo é um App que exibe o código de barras de uma fatura e permite copiar para a área de transferência (clipboard). Conhecendo sobre Deep Links, o desenvolvedor sugere que o App detecte a presença dos Apps de Banco, fazendo com que este seja chamado diretamente, poupando algumas interações do usuário.

O foco está em entender qual é a entrega de valor do trabalho. Esse tipo de análise permite que o profissional identifique oportunidades e seja imprescindível para a empresa, facilitando o crescimento na carreira de desenvolvedor.

6) Esteja sempre em busca de conhecimento

Um dos pontos importantes para gerar crescimento profissional é o desenvolvedor estar atento às novas tecnologias de mercado, ainda que não estejam sendo utilizadas dentro da empresa, tanto para trazer como sugestão de implementação para a equipe, como para aplicação direta. Com base nisso, vale buscar conteúdo em blogs, ouvir podcasts com recorrência, fazer cursos e participar de eventos.

Algumas dicas de conteúdo para evoluir na carreira de desenvolvedor

7) Mantenha-se ativo na comunidade

Por último e não menos importante: desenvolvedores possuem um estigma de serem profissionais tímidos, reservados, que não compartilham experiências. Isso não pode ser uma verdade: é extremamente relevante ser ativo na comunidade dev, participando de meetups (baixe o aplicativo para acompanhar a agenda), fazendo networking em pequenos e grandes eventos, contribuindo em fóruns como AWS Forum e StackOverflow.

Algumas dicas de eventos maiores na área de tecnologia

Eventos no Rio de Janeiro na área de tecnologia

Ao participar desses encontros, você tem a oportunidade de conhecer novas tecnologias e ferramentas, bem como trocar experiências com outros profissionais.

É aquela velha história: “sozinho você vai rápido, junto você vai longe”.

Espero que de alguma forma essas dicas para crescer na carreira de desenvolvedor tenham ajudado. Caso queira compartilhar outras sugestões de ferramentas, eventos, etc., é só postar nos comentários. Boa sorte!


A Mobicare combina os Melhores Talentos, Tecnologias de Ponta, Práticas Agilee DevOps com Capacidades Operacionais avançadas para ajudar Operadoras Telecom a gerar novas receitas e a melhorar a experiência dos seus próprios clientes.

Se você gosta de inovar, trabalhar com tecnologia de ponta e está sempre buscando conhecimento, somos um match perfeito!

Vem trabalhar com a gente 😉 bit.ly/mobicarreiras