Pequenas coisas que minha carreira em RH me ensinou sobre carreiras em geral

Mario Bello
Aug 13 · 5 min read

LinkedIn, Medium, blogs de soluções SaaS para RH, RHTechs e redes sociais estão cheios de informações sobre carreira. “10 passos para se tornar um profissional melhor”, “432 formas de se pedir aumento”, “o que saber antes de aceitar uma proposta de emprego em Vanuatu”. É uma miríade de assuntos ligados à vida profissional e gestão.

Tenho mais de 10 anos de experiência com RH e sempre fico com a sensação de que a maioria desses textos cometem o mesmo pecado. São “pasteurizados”, uma repetição de lugares-comuns que, de alguma forma, soam corretos, mas não encantam. Durante minha trajetória pude conhecer excelentes profissionais e aprendi com eles muito mais que em qualquer curso que fiz.

Não seguir essas dicas não fará você menos propenso a ter uma carreira brilhante. Segui-las também não é garantia de nada.

É essa experiência que quero tentar dividir um pouco em três dicas (porque não precisamos de mais do que isso) simples e eficazes. Não seguir essas dicas não fará você menos propenso a ter uma carreira brilhante. Segui-las também não é garantia de nada:

Dica 1: Tenha uma estratégia pessoal clara e definida, mas sempre revisite-a para fazer ajustes “durante o vôo”.

Sem querer soar como auto-ajuda, mas é preciso que se tenha objetivos na vida. Imediatos, de curto prazo, de médio e objetivos de longo prazo. Existem várias técnicas que ajudam a montar um conjunto de objetivos. Um deles é o 10–10–10. Pensar no que você quer atingir em 10 dias (ou semanas), em 10 meses e em 10 anos. É uma forma simples de ter guias que podem ajudar você na hora de tomar uma decisão importante de carreira.

Mas cuidado, não caia no erro de escrever esses objetivos e esquecê-los numa gaveta (ou num arquivo). Também não pense neles como algo escrito na pedra e imutável. É preciso se adaptar. Isso é sinal de inteligência, inclusive. Revisite sua lista de tempos em tempos. Veja se você se afastou muito dos objetivos e tente ajustar (sua trajetória ou suas metas). Um professor meu dizia que, “se você não tem uma estratégia pessoal, é porque está fazendo parte da estratégia de alguém”.

“se você não tem uma estratégia pessoal, é porque está fazendo parte da estratégia de alguém”.

Dica 2: Nunca minta para conseguir o que quer.

Parece óbvio, né? Mas nem sempre percebemos que estamos enganando outras pessoas porque também estamos nos enganando.

Já vi muito profissional mentir em seus currículos ou em entrevistas de emprego pela vontade de ser aprovado. Eu entendo que muitas vezes passar naquele processo seletivo pode ser uma situação de emergência. Entendo que o mercado de trabalho não está fácil. Mas não ser completamente sincero com um entrevistador sobre suas capacidades ou sobre seu perfil pode gerar muito mais sofrimento depois. Ao ser sincero, você seta expectativas.

Se existe alguma característica sua que você imagina que uma empresa irá rejeitar, pense bem, será que essa empresa é a certa para você?

Se existe alguma característica sua que você imagina que uma empresa irá rejeitar, pense bem, será que essa empresa é a certa para você? O mesmo vale para quando você já está contratado. Não diga para seu gestor que você conhece algum assunto quando não conhece e depois saia correndo para tentar aprender. Ao agir assim, você quebra um laço de confiança.

Líderes estão aqui para ensinar. Se é um conhecimento novo, ou não obrigatório para sua posição, é função do seu gestor te ajudar a adquirir esse saber. Se for algo obrigatório, mas você foi honesto durante todo o tempo, seu gestor já sabe que você vai precisar de um tempo maior para aprimorar essa competência.

Acredite, você não é tão bom quanto gostaria e nem tão ruim quanto teme ser.

Dica 3: Não deixe seu ego atrapalhar sua carreira.

Acredite, você não é tão bom quanto gostaria e nem tão ruim quanto teme ser. Nossa visão sobre nós mesmos é sempre muito diferente do que o resto do mundo vê. Lembre-se que ninguém no mundo saberá 100% sobre você.

Já passou o tempo em que as empresas procuravam aquela estrela “brilhante”, o próximo Steve Jobs. Primeiro porque probabilisticamente é muito difícil, se não impossível (imagine quantas pessoas já passaram por esse planeta e quantos Steve Jobs tivemos). Depois porque o mundo mudou.

Queremos trabalhar em redes, com hierarquias mínimas, com autonomia, com agilidade e capacidade de criar times que se auto-gestionem. Um ego gigante, que se acha melhor que todos, não funciona nesse cenário. Só pra ilustrar, várias empresas estrangeiras e no Brasil estão seguindo uma regra que eles chamam de “no-jerks rule”. Traduzindo literalmente seria a regra de “nenhum-babaca”. Ou seja, ambientes que não toleram pessoas que põe as outras pra baixo, que se vangloriam, que não fomentam o trabalho em grupo e o crescimento pessoal.

Seja humilde para avaliar suas ações e atitudes e corrigi-las quando necessário. Ouça todos. Nunca ache que você está 100% certo. Existe um negócio no nosso modo de ver o mundo chamado viés de auto-confiança (sobre os diferentes tipos de vieses, estou preparando um outro texto. Colo o link aqui quando terminar). Esse viés é como chamamos a tendência que temos de superestimar a probabilidade de nossas decisões estarem certas. O mais engraçado é que geralmente temos mais confiança de estarmos certos sobre algo quanto menos conhecemos do assunto. Pesquisas mostram que, quanto mais experiência e conhecimento temos em um determinado tópico, maior nossa incerteza sobre qual a resposta certa.

Esse é apenas meu primeiro texto. Tenho muitas ideias não convencionais que continuarei a dividir com vocês aqui. A ideia desse espaço é sempre desmontar “vacas-sagradas”. Odeio clichês e lugares-comuns. A repetição e a produção em série nos faz preguiçosos mentalmente. Liberte-se, ou não…


Meu nome é Mario Bello. Profissional de RH com mais de 10 anos de experiência desenvolvendo o potencial de pessoas e incentivando que todos sejam felizes e produtivos.

Concorda? Não concorda? Achou tudo uma bobagem? Tem sugestões ou dúvidas? Fala que te ouço nos comentários.

Meu perfil no LinkedIn é esse aqui.


A Mobicare combina os Melhores Talentos, Tecnologias de Ponta, Práticas Agile e DevOps com Capacidades Operacionais avançadas para ajudar Operadoras Telecom a gerar novas receitas e a melhorar a experiência dos seus próprios clientes.

Se você gosta de inovar, trabalhar com tecnologia de ponta e está sempre buscando conhecimento, somos um match perfeito!

Vem trabalhar com a gente 😉 bit.ly/mobicarreiras

mobicareofficial

Se você gosta de inovar, trabalhar com tecnologia de ponta e está sempre buscando conhecimento, somos um match perfeito! Vem trabalhar com a gente 😉 bit.ly/mobicarreiras

Mario Bello

Written by

HR professional with more than 10 years of experience managing, developing and making people happier and more productive. www.linkedin.com/in/mariovbello

mobicareofficial

Se você gosta de inovar, trabalhar com tecnologia de ponta e está sempre buscando conhecimento, somos um match perfeito! Vem trabalhar com a gente 😉 bit.ly/mobicarreiras

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade