Eslováquia

Com tamanha proximidade cultural com a República Checa, transformei Bratislava numa extensão de Praga.

por Aldo Lammel

Em outra passagem-relâmpago devido ao inverno europeu que me forçou o tempo todo a ir cada vez mais para o sul em busca de clima mais adequado para pedalar, foram apenas 9 dias na Eslováquia onde conheci somente sua capital. Vindo de Vienna por trem, estacionei em Bratislava em 7 de fevereiro de 2017 com único objetivo: viver mais alguns dias juntos com a mulher que não saía da minha cabeça e, por sorte, parecia que o mesmo acontecia com ela.

Veja as fotografias:

Aldo Lammel / Veronika L. © Todos os direitos reservados

Quando eu ainda estava em Vienna, na Áustria, recebi uma mensagem da Veronika, a garota que eu conhecera na República Checa, dizendo que viajaria para Bratislava para nos vermos outra vez, assim como um ultimato. Já na capital da Eslováquia, país que já foi parte da República Checa, onde, na verdade, ambos os países eram um único chamado Checoslováquia, os dias com a Veronika eram sempre leves, genuinamente engraçados e já apaixonados pelo andar da carruagem. Nesta manhã, a penúltima daquela rápida visita, nos preparávamos para sair em caminhadas sem destinos por Bratislava e a questionei porque ela levantava a perna para por seus brincos… Quem sabe foi apenas um charme por me ver segurando a câmera apontada em sua direção.

Aldo Lammel, CC BY-NC

A Veronika me contava alguma coisa enquanto caminhávamos por vielas da parte histórica de Bratislava quando, reparando em uma torre de campanário verde, avistei homens conversando logo abaixo dos ponteiros do relógio. Aquele momento era fotograficamente importante já que eu tinha "escala" na imagem. Tirei a câmera do bolso e fiz a imagem no último segundo antes dos dois homens desaparecer por detrás do outro prédio. A Veronika olhava em volta e não entendia o que eu estava fotografando.

Aldo Lammel, CC BY-NC

Além desta imagem retratar a arquitetura dos tempos de socialismo soviético na Eslováquia, meu segundo país no Leste Europeu, o ponto aqui são os soldados em uma das entradas desta importante edificação governamental em Bratislava. Os dois homens à esquerda da imagem resistiam bravamente e imóveis o frio de cinco graus negativos que fazia no momento.

Aldo Lammel / Veronika L. © Todos os direitos reservados

A nossa diferença de tamanho (ela é 10 centímetros mais alta, o que na imagem não está tão evidenciado porque um ao e seu corpo está sobre uma perna flexionada, o que ameniza a diferença de altura). Esse aspectos não era perceptível em novas fotografias até esta imagem. Naquela tarde, decidi fazermos esta fotografia — sob algum protesto da Veronika — e registrei o que tanto chamava a atenção das pessoas a nossa volta, mesmo que ainda não andássemos de mãos dadas. Ao fundo, um edifício oficial eslovaco.

Aldo Lammel / Veronika L. © Todos os direitos reservados

Eram por volta das 17:00 e o sol já se punha no horizonte enquanto caminhávamos pelas margens do Danúbio. Me afastei da Veronika um pouco (era a única forma de vê-la em silêncio e sem sorrir) e, com a ajuda do zoom da câmera, registrei o efeito da luz solar transformar o azul-piscina dos olhos da garota para um tom esverdeado.

No dia do aniversário de 20 anos da garota, 15 de fevereiro de 2017, deixei a Eslováquia em direção ao sul, rumo a Hungria, certo de que vivi dias memoráveis (contados neste vídeo) numa capital que em sã consciência não necessitava mais do que um dia para ser desvendada. Já um romance, bem… já é outra história.

Próximo álbum: Hungria (Em breve)
Álbum anterior: Áustria
Índice do álbum

Instagram

Me siga no Instagram e acompanhe mais de perto minhas fotografias em tempo-real.

Recomende!

Copie e compartilhe este link abaixo com seus contatos:
http://mochilaebike.org/album

Mochila & Bike

Sobre | Facebook | Youtube | Termos de Uso