Tenho que montar um workshop, e agora?

Esses dias tive mais um novo desafio no trabalho: montar um workshop para minha equipe. Coisa rápida, seriam só 90 minutos para dar um gás em soluções de um projeto que estava tocando.

Já participei de Workshops e Sprints, mas como uma pessoa tímida, o desafio é superar o medo de ser maçante e conduzir de maneira interessante, agradável, e principalmente produtiva.

Daí que comecei a procurar dicas e orientação de como fazê-lo. Assim como foi interessante para mim, acho que pode ser legal pra mais gente. Então vamos lá!


A primeira coisa que fiz foi revisar o que já tinha lido no livro "Sprint. O Método Usado no Google Para Testar e Aplicar Novas Ideias em Apenas Cinco Dias", aquele azulzinho que anda rodando agências e consultoria pelo mundo todo.

Um workshop de 1,5h é bem mais curto do que 5 dias de brainstorm em conjunto, então a tarefa foi pegar as lições de lá e filtrar o que seria útil no meu caso.

Meu caso: desenvolver ideias e soluções para as dores de 7 personas que eu havia previamente criado

Depois procurei alguns artigos pela internet (impressionante como os que foram mais úteis estavam bem aqui no Medium!)


Aí, sem querer, quando estava navegando no LinkedIn eu vi esse vídeo maravilhoso do Andrei Gurgel com o Jonathan Courtney!

E descobri a AJ&Smart e o canal incrível que eles têm no Youtube focado, basicamente, em Design Sprint 2.0 (aprovado pelo próprio Jake Knapp)! Vale muito a pena conferir pra aprender mais sobre e se aprofundar em cada técnica.

Isso e muito mais lá no canal dos caras!

Terminada a pesquisa, consegui organizar assim:

Apresentação do briefing (30min)
Em duplas: Criação de soluções (30min) — Cada dupla pega uma persona para trabalhar
Ideação com post-its em grupo (30min) — A partir das soluções desenvolver funcionalidades para o site

Foi mega produtivo e saímos de lá com novos nortes.

E você, tem alguma dica pra quem precisa montar um Workshop ou Design Sprint? Escreve aqui que eu adiciono :)

Apesar do medo inicial, é esse tipo de oportunidade que faz a gente dar saltos de aprendizado na carreira. Então se seu superior der uma tarefa desse tipo, não fuja, abrace com força e brilhe!