As armas da pessoa criativa

Dicas para dominar a arte milenar da criatividade

Não é tão difícil dominar os segredos dos antigos Mestres da Criatividade. Não precisa fazer treinamentos intensivos em monastérios no Tibet, nem dar uma de Daniel-san e pintar cercas para seu mestre. Basta conhecer as armas que já estão à sua disposição para se defender da falta de ideias. Para começar, aprendiz, pare de buscar por inspiração e comece a se mexer. As armas da criatividade não vão trabalhar sozinhas.

Repertório

A pessoa criativa alimenta-se de boas fontes. As ideias, afinal, precisam vir de algum lugar. Todos acumulamos repertório durante a vida: os filmes que assistimos, livros que lemos, experiências que temos, lugares que visitamos, conversas que ouvimos. Absorva. Cuide para que seu repertório fique melhor e mais diverso. É dessa bagagem que você, tal qual um MacGyver pronto para tudo, montará a solução para o problema criativo em que se meteu.

Curiosidade

Suas ideias serão apenas mais do mesmo se você não sair do seu lugar comum. Mexa-se para fora da sua zona de conforto. Aventure-se em temas diferentes. Aprenda algo novo. Com este movimento, você será capaz de expandir o alcance de seu repertório e conseguir lançar golpes muito mais poderosos.

Associação de ideias

O poder de ligar os pontos e conectar duas ideias diferentes é uma técnica milenar para criar algo novo usando elementos já existentes. Use seu repertório para isso. Misture duas coisas que parecem não ter nada a ver e observe como soluções inesperadas podem aparecer. Treine bastante, padawan. Quanto mais distantes e diferentes os pontos que você conectar, mais interessante poderá ser sua ideia.

Flow

Seja como a água, já diria Bruce Lee. O flow é o estado mental que você deve buscar para trabalhar nas suas ideias, escrever o rascunho de seu romance, editar seus vídeos ou compor suas pinturas. No flow, você se permite fluir como a água, maleável, sem pensar muito criticamente no que está fazendo, enquanto está fazendo. Apenas deixe vir o que brotar da sua mente, sem julgamentos.

Paciência

A mais importante das armas, jovem gafanhoto. O resultado das suas práticas criativas não virá rápido. Desenvolvimento vem com o tempo. Os apressados querem chegar logo ao topo da montanha e perdem o fôlego no meio do caminho. Já você terá a persistência necessária para, com calma, escalar a montanha da sua jornada criativa.

Coisas que uma pessoa não precisa para ser criativa:

Dinheiro, muitos seguidores, trabalhar com arte, formação acadêmica, inspiração divina, bullet journal.

Agora, mãos à obra.


Bobagens Imperdíveis n. 9

Texto originalmente publicado na edição 09 da zine Bobagens Imperdíveis. Para ler o texto completo com as 10 armas da criatividade e ler os outros textos e HQ’s sobre o tema, você pode aquirir aqui seu exemplar da zine.