Arte por Josh Huxham.

Dois poemas de Bianca Zampier

o inverno escandinavo nunca me lembrou um coração


NUNCA CHOREI NO HEMISFÉRIO NORTE

nunca chorei pelas ruas de paris
o inverno escandinavo nunca me lembrou um coração
a cidade de praga não me traz recordações

lembro mais da minha ascendência laçada por cavalos
choro no depósito de bebidas na lapa ao lembrar
que por você senti uma gota de suor
escorrer lentamente
da nuca até a bunda
em pé no 438 horário de rush

nunca converti câmbio por alguém
mas contei centavos para não aborrecer ao trocador
na avenida brasil
com um pau roçando minha bunda
antes de entrar na linha amarela
só pra te ver dormir porque cheguei tarde demais

nunca andei de sobretudo
sozinha pelas ruas de berlim
nunca aprendi um idioma cheio de consoantes
nunca chorei no hemisfério norte
nem mesmo em português
e a casa da moeda está sem papel para o passaporte


minha memória mais antiga:
o robozinho prateado embaixo da ponte.
pertencia ao mendigo
ao mendigo do “tá russo”,
o da perna necrosada
toda vez que ele pedia uns cruzeirinhos, “tá russo”
o robozinho, olhos azuis e vermelhos
vinha para me sequestrar
para eu morar com o mendigo
do outro lado da rua, uma pomba gira vestida em
vermelho
mesma cor dos meus tênis pop
falava sobre o diabo
era o diabo
minha mãe me levava no colo
tranquila
e eu e meus pezinhos balançando
debaixo da ponte
que mais tarde presenciei
mais um suicídio
que mais tarde presenciei
uma arma prateada
que mais tarde presenciei
um fuzil no meu estômago
que mais tarde presenciei
o espancamento do meu pai
que mais tarde presenciei
a memória primordial:
o céu de moscou
acontecendo
bem ali
na vinte e quatro de maio


Para escutar o podcast que gravamos com Bianca Zampier, clique aqui!


Bianca Zampier

É uma artista ariana que não se contenta apenas com uma plataforma. Escreve, fotografa e é o corpo por trás do projeto musical domingo blanco. Suas músicas já foram trilha sonora de filmes e documentários e “Há Metafísifca Bastante Da Realidade” é seu primeiro EP lançado pelo selo Archaic Horizon (Eua-Inglaterra). Atualmente, além de compôr e fotografar, escreve sobre o tempo e a memória. Sua música dreamtigers foi cedida gentilmente para ser usada na abertura de nosso podcast e você pode ouvir aqui. Bianca já publicou textos na Mulheres que escrevem, como o Estar no agora é um ato de resistência.


Esses poemas foram publicados na iniciativa Mulheres que Escrevem. Somos um projeto voltado para a escrita das mulheres, que visa debater não só questões da escrita, como dar visibilidade, abrir novos diálogos entre nós e criar um espaço seguro de conversa sobre os dilemas de sermos escritoras. Quer saber mais sobre a Mulheres que escrevem? Acesse esse link, conheça nossa iniciativa e descubra!

Siga também nossas outras redes sociais: Facebook | Instagram | Twitter

Mulheres que Escrevem

Uma conversa entre escritoras.

Mulheres que Escrevem

Written by

Uma conversa entre escritoras. http://medium.com/mulheres-que-escrevem

Mulheres que Escrevem

Uma conversa entre escritoras.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade