Três poemas de Jarid Arraes

nós choramos, loucas de primeira viagem

Foto tirada pela autora.

Cria

aceitei que sou louca
que meus joelhos rangem e meus cotovelos furam
meus olhos latejam
as pálpebras tremem
aceitei minha loucura como uma gravidez de cadela
de poucos meses
e muitas tetas

o problema de ser louca
e ter a cabeça cheia de ideologias
convicções e fantasias [políticas]
é que não te oferecem um quarto sem trancas
um refeitório branco com bandejas vazias

a prole da minha insanidade desceu pelas minhas pernas
estendendo os braços
e já tinha alguns anos — que não pude contar
eu somente a fitei com os olhos borrados
os cílios duros de rímel
as unhas que cortei no dente

“mãe, me tome em seus braços”
minha loucura clamava
em prantos que não se repartiam dos meus
e nós choramos, loucas de primeira viagem
a minha loucura
e eu.


Reflexo

preta,
essa tua pele
cinco tons 
mais marrom 
que a minha
atiça o toque
das minhas mãos
e dos meus beijos
a saliva
 .
te olho derramada
escorrendo 
em contraste
no lençol
absorvida
e quero cada poro
induzindo melanina
desmedida

preta,
você tem a textura
qua arrepia
meus pelos
tem o toque
que desperta
meus peitos

e meus olhos
transbordam
um tesão
que é espelho.


Elogio

você é linda
de formas vocálicas
entre gemidos
e pernas
entrelaçadas.

é linda tua cara
cheia de sardas.
a boca que se ri
de canto
e eu ainda,
no entanto,
não fui capaz
de acostumar.

porque quando
você sorri
a bílis ferve
dentro de mim.
o timbre
do teu gozo
acende
a urgência
que queima
e teima
em se encantar.

você é linda
em tons de bege
e a pele
riscada
perigosa
de cair,
de machucar.


Nascida em Juazeiro do Norte, na região do Cariri (CE), em 12 de Fevereiro de 1991, Jarid Arraes é escritora, cordelista e autora dos livros “As Lendas de Dandara” e “Heroínas Negras Brasileiras”. Atualmente vive em São Paulo (SP), onde criou o Clube da Escrita Para Mulheres. Até o momento, tem mais de 60 títulos publicados em Literatura de Cordel, incluindo a coleção Heroínas Negras na História do Brasil e publicações em parceria com a Artigo 19 e o Think Olga. Os poemas desta matéria foram retirados de seu blog: http://jaridarraes.com/blogue/