Transgrupo Marcela Prado busca médicos psiquiatras para trabalho voluntário

ONG precisa dos profissionais à nivel de urgência.

A presidente do Transgrupo Marcela Prado, Rafaelly Weist, divulgou uma mensagem em suas redes sociais solicitando a ajuda dos seus amigos para compartilhar uma mensagem sobre a necessidade da ONG em receber trabalho voluntário de médicos psiquiatras formados. “O Transgrupo Marcela Prado solicita, com URGÊNCIA, Médico Psiquiatra Formado, EM CURITIBA. Caso tenha alguém, entrar em contato inbox ou no fone (41)33223129. Ajudem compartilhando”.

Conversamos com Weist e ela explicou que a nessecidade vem de uma grande demanda de pessoas trans que precisam dar andamento no processo de retificação do prenome ou da cirurgia do processo transexualizador. Elas acabam empacatas porque o Sistema Único de Saúde (SUS) do município e estado não conta com profissionais da área para atender o contigente.

As pessoas trans que precisam dar andamento no seu processo de retificação e/ou as cirurgias do processo transexualizador, quando estão aptas pela equipe multidisciplinar, clinico, endócrino, assistente social e psicologo, sofrem com o entrave pela falta de psiquiatra. Infelizmente, digo infelizmente pois não temos profissionais para esta demanda, no Brasil, tanto para retificação de prenome como para cirurgias do processo transexualizador, é obrigatório o parecer/laudo deste profissional — Rafelly Weist.

A ideia do transgrupo é, portanto, fazer uma parceria com esses profissionais que se voluntariarem, para fazer o atendimento das transexuais e dos transexuais e validarem o parecer necessário.

Mais informações:

Telefone: (41) 3322-3129

E-mail: tmpctba@gmail.com

Leia também:

Coral Gay de Curitiba busca novas vozes.