Galáxias não ligam para sua opinião!

A irrelevância intergalática da sua opinião.

Os elétrons não vão parar de orbitar ao redor dos núcleos atômicos, os átomos não vão parar de se ligar para fazer moléculas, nem as moléculas pararão de fazer proteínas, aminoácidos e outras substâncias. As organelas continuaram formando células, e as células tecidos, e os tecidos orgãos, e os orgãos; gente.

Essa gente vai continuar acordando pela manhã e indo trabalhar. As empresas vão continuar produzindo seus produtos, e outras gentes comprando os produtos produzidos. As gentes que forem professores continuaram a dar aula (na esperança de incutir em algumas cabeças, o mínimo de conhecimento), e as gentes que forem motoristas de ônibus continuaram dirigindo seus ônibus, os quais continuaram seguindo seus caminhos e levam outras gentes para seus afazeres.

As cidades continuaram exercendo a vida da pólis, enquanto os países continuaram a preservar suas fronteiras e cultura. Os presidentes continuaram tomando decisões e fazendo acordos bilaterais e multilaterais. O mundo vai continuar sua dinâmica diária, como sempre.

Mundo esse contido na terra, que vai continuar girando ao redor do sol. O sol, por sua vez, vai continuar fundindo núcleos de hidrogênio em núcleos de Hélio e, assim, gerando energia para o sistema solar. Plutão, coitado, continuará a não ser um planeta. E o sistema solar, então, contará ainda com apenas uma estrela e oito planetas. E esses nove astros continuaram no finalzinho do braço da Via Láctea, milhões de anos luz do centro da galáxia.

Nossa queria galáxia, continuará viajando em direção a Andrômeda e, daqui a quatro bilhões de anos, elas irão se chocar, apesar de o nosso universo está em expansão. O universo continuará se expandindo, e, eventualmente enfrentará a sua morte térmica. E tudo isso ocorrerá…independente da sua opinião!

Agora que já constatamos a irrelevância da sua opinião na escala quântica à intergalática, podemos voltar às nossas vidas normais?

Like what you read? Give Klara Theophilo a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.