Europeu de Natação Londres 2016 — dia 3

Começaram as competições. O dia começou bem cedo, tocava o despertador as 6h30 da manhã, pois o pequeno-almoço estava agendado para as 7h00 e a partida para o Aquatic Center às 7h30. O pequeno-almoço decorreu como o habitual, ou seja, à boa moda inglesa e com elevado valor nutricional. Terminado a primeira refeição do dia, seguimos em direção ao complexo, pois hoje começavam as competições. Como tal, sentiu-se alguma excitação, pois para alguns nadadores era a primeira presença numa competição desta natureza.

Para além disso, foi curioso perceber a azáfama de um dia de semana numa grande cidade, ora uma multidão de gente a entrar para o metro, ora outra a caminhar rapidamente de um lado para o outro, numa cidade caracterizada por uma imensidão de culturas. Rapidamente chegamos ao complexo, onde os nadadores que iam competir foram aquecer de forma a estarem ativos para as competições. Os restantes aproveitaram para treinar, bem como, para algumas massagens de recuperação muscular.

Após a nossa estreia neste campeonato, regressamos ao hotel para o almoço e para um breve descanso, pois a concentração para a tarde estava marcada as 16h00, não só para treino, como para assistir às meias-finais e finais de várias provas, aproveitando o momento da melhor forma. Terminado o primeiro dia de competição, regressámos ao hotel para jantar e falar do primeiro dia de competição de forma mais informal, durante o mesmo.

Findo o jantar, o Diretor Técnico Nacional reunião os guerreiros e ditou a estratégia para amanhã, terça-feira. Para este segundo dia de competição, vão entrar em ação os seguintes nadadores:

Miguel Nascimento (200 livres);

Ana Rodrigues (100 bruços);

Alexis Santos, Diogo Carvalho, Tomás Veloso e Gabriel Lopes (200 estilos);

Ana Leite (100 livres).

Depois da reunião final, os nadadores retiraram-se para descanso e nós ficamos um pouco mais na receção do hotel, uns a falar com família, eu a fazer o diário e outros a trabalhar. Pouco tempo depois, também nos retiramos pois o dia já ia longo e corpo pedia descanso.

Assim sendo, daqui de Londres é tudo….por agora!

Diogo Monteiro — Membro do GACO

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.