Taça Latina Santiago de Cali 2016 — dia 3 e 4

Quinta-feira, mais um dia de adaptação aos costumes, à organização e as tarefas para a competição que se inicia brevemente. De manhã, treino na piscina para afinar alguns pormenores e de tarde treino durante a noite para adaptação às condições que vamos encontrar na competição.

Tempo ainda para mais uma acção de formação para os técnicos, desta vez com a apresentação dos treinadores europeus dos seus programas desportivos nos escalões jovens e a organização do sistema em cada país. Assim, fizemos uma pequena apresentação do nosso caso com uma boa discussão de ideias entre todos.

A experiência aqui em Cali tem sido bastante interessante com a vivência dos costumes locais, destacando se nesta fase a experimentação de algumas comidas mais diferentes, especialmente com as sopas.

Sexta-feira, primeiro dia de competição. De manhã mais um treino em conjunto de preparação para a competição, verificando se a definição das rotinas de aquecimento e recuperação trabalhadas anteriormente. Ainda tiramos a fotografia de grupo junto à nossa bandeira e o grupo estava pronto para a competição.

De tarde tiveram início as provas, com uma cerimónia de abertura bastante bonita, havendo um desfile dos nadadores e equipa de arbitragem, juntamente com a banda da polícia.

Ainda tempo para assistir a uma apresentação de salsa com duas duplas de elevado nível da cidade de Cali, a capital da salsa colombiana.

As provas tiveram início um pouco mais tarde do que o previsto e nalguns momentos verificou se alguma falta de organização, especialmente com a imprevisibilidade do momento da entrega das medalhas, que criava sempre alguns constrangimentos, mesmo junto da organização.

Contudo, nada que impedisse os nossos nadadores de se entregarem nas suas provas, com uma boa atitude competitiva e com marcas muito em cima dos seus melhores tempos.
Destaque para o primeiro lugar da Inês Rocha, aos 200 estilos (ainda sem medalha porque a cerimonia foi adiada para o dia seguinte), e do Jorge Silva, também aos 200 estilos, com direito a ouvirmos o hino de Portugal.

Ainda referencia para o segundo lugar do Jorge Silva, aos 200 mariposa, da Ana Guedes, segunda aos 50 livres, e do terceiro lugar do José Lopes, aos 400 livres.

Uma excelente prestação também da sara Alves, quarta classificada aos 400 livres, e muito próxima do seu recorde pessoal, bem como da prestação em prova extra do Cláudio Rodrigues, também aos 400 livres, dando boas indicações para as provas seguintes.

Parabéns e continuem com esta atitude.

Daniel Marinho

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.