Eu não aguento mais ler frases que começam com "o País precisa…"

Porque o quê o País precisa não é da justificativa cega e raivosa de quem antes não viu, mas hoje vê, só que não quer dar o braço a torcer — má fé.

O País precisa é daquele estado de pleno emprego, de SUS respeitado e referência mundial. Precisa de mais filhos de pedreiro podendo ESCOLHER querer ser doutor e gente cruzando a linha da pobreza com assistência e encaminhamentos…

O País precisa é da taxa de moleques com 16 anos que concluem o Ensino Médio pulando de 48% para 75%, por não ter mais que trabalhar para sustentar seu núcleo familiar…

O País precisa de regiões recebendo universidades federais, garantindo a sua prosperidade sustentável e construindo massa crítica em vez de massa de manobra. Precisa dos 18–24 que conseguem se matricular no Ensino Superior saindo de 8% pra 18%. Precisa de mais estudantes podendo ir fazer intercâmbio em universidades mundo afora…

O País precisa é de salário mínimo que sobe a galope para um patamar de decência. O País precisa da Classe C (lembra?) sendo mais capa de revista do que Gisele, se incluindo pelo consumo, virando cliente daquele meu e seu puta negócio da China. O País precisa dos meus e dos seus amigos, e dos amigos deles, podendo voar pelo mundo, vivendo histórias…

O País precisa de mulher, preto, bicha, crente, sapatão e macumbeiro podendo ser o que é sem medo. Precisa do coletivo ou, no mínimo, da indiferença, mas nunca desse caldo de ódio que hoje transborda. 
Isso nos foi roubado porque os donos da bola decidiram que tava indo longe demais e que só eles podem brincar de eleições e de poder.

Isso tudo de que o País precisa foi roubado do brasileiro. Fomos sabotados e você, hoje, sabe.

Mais amor, menos ‘Miami’.

Agora me chamem um táxi que eu estou indo pra Paris.