Rafaela Barish
Jul 22 · 2 min read

Tem vezes em que vamos precisar nos afastar de pessoas que são especiais. Por entender que já não faz mais sentido.

Vai acontecer de você gostar muito de uma pessoa e reconhecer que aquilo não é pra você no momento.
E isso não significa que o outro não goste de ti ou algo do gênero, mas que o que ele está disposto a dar não é o que você busca em uma relação.

Pode parecer egoísmo, mas na realidade é muito maduro quando reconhecemos a hora de ir.

Prender-se em relacionamentos que não possuem aspectos que você considera importante, é se condicionar a infelicidade.

Amor não é aceitar tudo, é negociar e quando não funciona, significa que faz sentido pensar a partida.

Gosto de trazer isso para uma analogia da relação que temos com nossos pais. Você pode amar seus pais, mas não quer viver na casa deles para sempre, por entender que é uma relação que não funciona tão bem a longo prazo.
Os gritos da sua mãe falando que você precisa fazer algo em que você já informou que ia fazer, ou aquelas satisfações, que quando vamos ficando mais velhos fica chato de dar.
Pensar em morar fora não diminui o amor que temos por eles ou que eles são péssimos, mas mostra que não é algo que você quer ter e que deixou de fazer sentido.

Relacionamentos são baseados em convivência e demonstrações, sejam de afeto ou confiança. Se essas coisas não estão ornando entre si ou deixando de se fazer presente, é algo para se repensar.

O amor romântico sempre nos doutrinou a insistir nas pessoas. “Investe que da certo”, realmente, em alguns casos funcionam. Mas se está mais doendo ou trazendo dúvidas do que alegria, é algo que vale o investimento?

Sempre vou bater na tecla do amor leve e composto por pessoas conscientes.

Amor não é aquele que tudo perdoa e tudo sofre, larga esse papinho.
É o que te acompanha no seu desenvolvimento e aspira por coisas positivas para os dois.

Então, sim, vai acontecer de você gostar muito de alguém e ter que decidir partir, e tá tudo bem.

Vai doer? Vai. Você vai repensar mil vezes e cair em alguns ciclos? Talvez.
Mas você não será anormal ou idiota por isso, sentir é o que nos torna humanos.

Ninguém é um robô (será?). 🤖

E lembre-se as pessoas não tem a obrigação de suprir nossas expectativas — que veja, foram criadas por nós — ou dar tudo o que queremos.

Existe amor na partida, mas o maior é o próprio.

NEW ORDER

Produção colaborativa de histórias e tendências para instigar você. Somos a primeira e maior publicação brasileira no Medium, vamos juntos?

Rafaela Barish

Written by

Aprendendo a me desvincular de todas raízes, e falando principalmente sobre amor e vulnerabilidade. Compartilho o que vivo, registro o que sinto. @rafabarish

NEW ORDER

NEW ORDER

Produção colaborativa de histórias e tendências para instigar você. Somos a primeira e maior publicação brasileira no Medium, vamos juntos?

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade