Não é só foguete: NASA auxilia pesquisa sobre câncer de mama

Exatamente isso que você leu — e antes que comecem a se perguntar mentalmente o que cargas d’água a NASA tem haver com pesquisas sobre câncer de mama, talvez seja interessante falar que, sim, as agências espaciais não lidam só com astronomia, astronáutica ou astrofísica: a vida está em tudo. Tudo mesmo. Por exemplo, durante a construção de naves espaciais como foguetes, ônibus espaciais, sondas etc, a equipe de biotecnologia da NASA inspeciona as peças, para garantir que nenhum microrganismo infecte outros mundos.

Este cuidado nasceu de muita técnica e estudos e, por isso, o departamento de biotecnologia da NASA é super completo. Um estudo sobre câncer de mama descobriu que, em mulheres com o histórico da doença, algumas bactérias foram encontradas na secreção mamária. Isso pode significar que, possivelmente, estamos diante de uma grande chance de novos tratamentos, remédios e até cura quando ficar claro qual a relação dessas bactérias com a doença.

Assim, a pesquisa necessitava de técnicas de processamento e separação de material genético avançadas como as da NASA. E tcharam: a agência cedeu suas instalações de biotecnologia para que os testes da pesquisa fossem feitos. As mesmas técnicas de proteção planetária foram aplicadas à pesquisa. Esse é o primeiro trabalho a estudar as bactérias da secreção mamária de mulheres com histórico de câncer de mama e a primeira vez que uma agência espacial abraça uma causa tão nobre. A pesquisa conta com cientistas da NASA e foi liderada pela Doutora Susan Love, do Dr. Susan Love Research Foundation na Califórnia.

Já tem alguns anos que a NASA vem com a missão de tentar tornar suas tecnologias um serviço para a saúde humana. O astronauta Scott Kelly passou um ano a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS) e fez algumas pesquisas interessantes como a criação de peixes dourados para entender a questão da perda óssea em microgravidade. Os resultados podem ser uma porta interessante para tratamentos e remédios para a osteoporose.

Mesmo com toda a força que a NASA está dando para a causa, não deixe de cuidar da sua prevenção, mulher,e nem de cuidar das mulheres ao redor de você. Enquanto isso, acompanharemos alvoroçados por mais trabalhos e descobertas incríveis.