O dia que eu cansei de procurar

Cansei de procurar flores em corpos que não fossem o meu.

De procurar em teu olhar um brilho que combinasse com os que vejo nos meus.

Cansei procurar conexões que durassem a longo prazo.

Cansei de procurar.

E nisso, comecei a entender que talvez tu apareça em uma esquina em um dia de verão. Mesmo que eu deteste o calor.

Tu me diga algo meio aleatório e eu nem dê bola. Depois de meses de amor, estaremos rindo em uma mesa de bar contando para meus amigos, que até então viraram nossos, essa história e como mil outras coisas foram acontecendo.

Que eu te dedique o meu poema predileto do Frank O’Hara e a gente crie alguma arte com ele, afinal, “uma coca-cola com você” não se dedica pra qualquer um.

Que tenha nossas viagens, aprendizados, conexões e admiração mútua.

Sem aquele discurso de “você me completa”, porque já somos completos. Nosso foco é transbordar.

E será assim,
Algo leve e gostoso de se viver.

Mas a real, talvez isso nem aconteça.

Talvez tu não esteja na esquina, talvez tu nem apareça.

É foda quando a gente quer amar sem nem saber o porquê.

Não que amor precise de justificativa, mas amor é feito de aceitações.

E na maior parte do tempo, a gente quer ter algo sem nem saber o quê. Relacionamentos não são assim. Nãos são desejos, que quando conquistados somem.

Sentimentos e pessoas são coisas reais, não é um jogo em que a gente se envolve e sai de fininho, como se nada fosse acontecer.

Tem muita coisa aí.

E pensando nisso, eu deixei de procurar.

Parei de procurar reciprocidade e conexão em lugares que parecem ter.

Veja bem, parecem.

Principalmente quando me relaciono com alguém que voa comigo.

Ao vez de ficar me perguntando se é “a pessoa”, pergunto agora apenas se ela quer vir junto.

Como dito lá no começo, pode ser encontro de uma esquina na próxima semana ou daqui dez anos.

arte do @studioprototipo

Só que vai acontecer no tempo em que tiver que acontecer.

Clichê né?

O que importa agora é viver o que te faz bem.

E olha, dá pra fazer isso sozinha.

Com isso deixei tu ir, sem nem existir.

Abri mão do “procurar” para o me “auto conectar”.

Tá funcionando.