NEW ORDER
Published in

NEW ORDER

Princípio de Peter

Um estudo sobre a incompetência.

Dr. Laurence J. Peter se considerava um hierarcologista. Nos anos 60 começou a ministrar uma palestra onde descrevia o Princípio de Peter, cuja principal premissa é a de que em uma hierarquia, uma pessoa será promovida até atingir o seu grau de incompetência.

Quando uma pessoa é promovida em uma organização, geralmente é porque demonstrou alguma competência nas suas tarefas. Em sua nova nova função, esta pessoa provavelmente desempenhará tarefas diferentes. Se o funcionário for incompetente nestas novas tarefas, chegará na situação que Peter chama de Posicionamento Final e não será mais promovida. Caso a sua incompetência seja fora de comum (o caso do superincompetente) ele provavelmente será demitido.

O corolário de Peter

De acordo com o Corolário de Peter, todas as pessoas de uma hierarquia um dia chegarão ao seu grau de incompetência. É apenas uma questão de tempo. No entanto, dificilmente encontraremos uma organização que chegue a esse estado; ela provavelmente terá acabado antes disso. Ou então novas pessoas que ainda não atingiram o seu grau de incompetência entrarão na empresa e desempenharão suas tarefas com alguma competência.

Em todas as organizações, o trabalho é executado por pessoas que não atingiram o seu grau de incompetência. A eficiência de uma hierarquia será inversamente proporcional ao seu potencial de maturidade (PM), que se define pela seguinte fórmula:

PM = ( Nº de incompetentes / Nº de funcionários) X 100

Quando o PM chega a 100, a organização deixa de desempenhar qualquer tipo de trabalho.

O paradoxo de Peter

Conforme dito anteriormente, se a pessoa for competente, ela será promovida até alcançar o seu grau de incompetência. No entanto, se esta pessoa for supercompetente, ela será mais ameaçadora para as estruturas hierárquicas do que um funcionário incompetente. A incompetência é um mero entrave para uma futura promoção. A supercompetência, por outro lado, pode incomodar e muito os outros membros desta organização. Neste caso, o funcionário também será mandado embora. Seja bom, mas não muito bom!

Gráfico de Peter que mostra a distribuição por grau de competência. Tanto os supercompetentes quanto os super incompetentes, distribuídos nos extremos deste gráfico são fortes candidatos para um desligamento

Quanto maior a quantidade de níveis hierárquicos, maior a incompetência

Se uma organização possui muitos níveis hierárquicos, existem muitas possibilidades de promoção, portanto muitas possibilidades de um determinado funcionário atingir o seu Posicionamento Final.

Para saber mais sobre o Princípio de Peter, compre o livro “O Princípio de Peter”. Leia também o meu texto sobre o Princípio de Gervais:

--

--

--

Produção colaborativa de histórias e tendências para instigar você. Somos a primeira e maior publicação brasileira no Medium, vamos juntos?

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Pedro Carboni

Pedro Carboni

Psicoterapeuta. Informações de contato em pedrocarboni.com.br

More from Medium

A first look at MASA Blazor

What is the Magic Bullet Communication Theory and is it Really That Relevant Today?

What is TikTok for Good and Why You Should Care

Life at 21