O segredo da autoestima

O maior presente que podemos ter em nós é o conhecimento de quem somos.

Divana Barbosa
Jul 10 · 2 min read

Como você está hoje?

Essa é uma pergunta que me faço todos os dias ao acordar. Eu já analiso o meu humor e tento prever como ele vai mudar ao longo do dia. Isso é extremamente importante para lidar com as pessoas e comigo mesma.

Motivo número um: as pessoas não tem culpa por eu estar com um humor um tanto agressivo (acontece…). E esse bendito humor é responsável pela maneira que vou conversar. Aqui no setor onde trabalho, felizmente, a galera me conhece o suficiente para saber quando estou mais objetiva que o normal. Sabem que não sou assim todos os dias.

Motivo número dois: o eu é mais importante do que qualquer coisa antes de eu sair de casa, e continua sendo durante o dia porque vai influenciar a maneira que vou lidar com os problemas e comigo. Se vou me culpar mais se algo ruim acontecer, se vou ter paciência para lidar com os problemas durante o dia. A gente se conhece, não adianta.

Motivo número três: estou procurando criar hábitos que vão me acrescentar como pessoa e no humor (vou falar mais um pouco de humor depois). Meditar, ler pequenos trechos de livros que trazem reflexões durante o dia, pensar que nós fazemos o nosso dia, e não o outro, por mais que possa ter sim uma influência muito grande nas próximas horas.

Agora, como a autoestima está ligada nisso tudo? Já digo que teve um boom tão grande sobre esse tema que onde eu ia, tinha algo falando sobre isso. E é importante. E algumas pessoas podem te ajudar sim com os textos, mas tudo depende de você e de mim. Não de mim pra tentar te fazer se sentir bem consigo mesma. Posso não te conhecer direito, sabe? Então não tem como eu ser assertiva. O que posso te falar com toda a certeza do mundo é que depende de você e que não vai ser um caminho fácil.

Muitas pessoas já falaram pra você gostar do jeito que é, do corpo que tem, da personalidade que tem, do trabalho que tem. Eu digo pra você buscar quem é, o que espera fazer e trabalhar nisso. Trabalhar em você para que perceba suas falhas e qualidades. Para que cresça, não se diminua e jogue a síndrome do impostor de lado (que é o que tento fazer há anos!).

Você consegue, eu acredito! Mas depende de você.

NEW ORDER

Produção colaborativa de histórias e tendências para instigar você. Somos a primeira e maior publicação brasileira no Medium, vamos juntos?

Divana Barbosa

Written by

Engenheira de Disp. Digitais & cristã. https://www.adivs.com.br ❤

NEW ORDER

NEW ORDER

Produção colaborativa de histórias e tendências para instigar você. Somos a primeira e maior publicação brasileira no Medium, vamos juntos?