As melhores experiências cinematográficas de 2018

Eis que o ano acabou e mais um novo ano se inicia com um mar de experiências pela frente! Dizem que observar o passado nos dá a sabedoria para trilhar o futuro, então pensei em dar um rebate nos cinco melhores filmes que vi em 2018 nas telas de cinema, eu sei que normalmente essas coisas de retrospectiva são realizadas ao fim do ano, mas não irei me curvar as exigências da sociedade (na verdade é só uma desculpa esfarrapada para a falta de tempo no fim do ano).

Tenham em mente que isso é uma lista pessoal, feita por alguém doutrinado por anos e anos de cultura pop e o mais importante de tudo, alguém pagador de boleto, sendo assim obviamente não vi todos os filmes que saíram esse ano, mas entre os que vi esses foram os que mais se destacaram, pelo menos de acordo com minha opinião, então dando fim ao enrolation segue a lista e uns breves por menores sobre eles.

1. Bohemian Rhapsody

Sem sombra de dúvidas esse é o filme mais incrível que vi no ano, com uma atuação bem poderosa de Saimi Malek como Freddie Mercury, um filme com uma história divertida e tocante de se ver, seguindo a carreira da banda Queen e por consequente a figura emblemática de seu cantor principal. Por mais que o filme não siga a linha temporal original dos eventos, até pois deve se compreender que filmes baseado em fatos reais não são bem uma bibliografia eles possuem lá suas liberdades poéticas, a amarração do filme funciona bem, com direito até a sua dose de moral da história no final. Acredito que seja meio desnecessário falar da trilha sonora, porém é impossível não deixar um comentário sobre a recriação do show do Live Aid, simplesmente incrível e arrepiante.

2 . Pantera Negra

Representatividade é o que define esse filme! Como um afrodescendente não há como não me empolgar ao ver um pedaço da minha cultura tão bem representada na grande tela, ver um herói além de negro, africano e rei, recebendo os holofotes dentro de um dos maiores universos cinematográficos de todos os tempos é marcante e mais ainda sendo feito de maneira tão imponente, é maravilhoso. Se tudo que o filme trouxesse fosse apenas representatividade ele seria ok, mas ele excede também em todos os fatores de um filme, história, ação e personagens. De quebra ainda traz um dos antagonistas mais carismáticos e bem construídos do MCU, virando a chave do estúdio e seu péssimo histórico de vilão figurante e descartável. Ah e ganhamos de quebra essa delícia de slogan para toda a criança crescida ficar distribuindo por aí #WakandaForever.

Se quiser saber mais da minha opinião do filme segue um review dele AQUI.

3. Vingadores: Guerra Infinita

Enfim chegamos ao clímax, após 10 anos sendo atiçados, enfim Thanos realiza seu movimento derradeiro no universo cinematográfico da Marvel e apesar de todo esse período de espera valeu a pena. O filme lida muito bem com a construção de seu vilão e sua motivação, mostrando que o estúdio ouviu uma das poucas críticas a ele e focou um pouco mais na criação de seu antagonista, mesmo com o Titã Louco tomando estranhamente a posição principal em todo o filme o estúdio conseguiu fazer um belo malabarismos com seu elenco parrudo de heróis de collant dando espaços para todos brilharem um pouco. Um filme com o selo Marvel de qualidade, divertido, estonteante, engraçado e que incrivelmente surpreende a todos com sua ousadia.

Se quiser saber mais da minha opinião do filme segue um review dele AQUI.

4. Um Lugar Silencioso

Aqui temos uma das experiências mais diferentes e magnéticas que tive no cinema esse ano, apesar de ela requerer um pouco de doação e aceitação de sua audiência em deixar ser tragado para o ambiente e proposta diferente do filme. Essa experiência paga com juros essa imersão, onde o som é seu pior inimigo, com um drama que sabe ser elétrica em seu clímax e apresenta uma família comum fazendo o que é preciso para sobreviver a uma invasão alienígena (?), aonde ninguém está vindo para salvá-los.

5. Jogador N° 1

Agora irei deixar o meu lado fanboy falar um pouco, enfim nos gamers tivemos o filme que merecíamos! Um filme que mesmo não sendo inspirado em nenhum jogo consegue capturar bem a essência deles e ainda nos presentear com um mar de referências a cultura pop. Que possui aquele climão, bem acertado, de sessão da tarde, invocando o que há de melhor de nossa infância, jogando seu personagem principal naquela jornada incrível e clichê pelo tesouro secreto, porém mesmo assim é muito bem construído, divertido e claro um deleite visual com seus ótimos efeitos especiais.

Se quiser saber mais da minha opinião do filme segue um review dele AQUI.

Menções honrosas: Deadpool 2, Infiltrado na Klan, Missão Impossível: Efeito Fallout, Buscando…