Os Melhores Links de Janeiro — data science, arte, tecnologia, empreendedorismo…

…mas pera aí?

É a sua primeira vez por aqui?
Esse é o 25° “melhores do mês”! 
Esse mês esta muito especial, espero que vocês gostem!
Novidades, promessas e planos para 2018. 
Vamos lá que esse mês tenho muita coisa para falar por aqui.

Mas antes, vejam as últimas 24 edições aqui:

Vou começar pelos planos e promessas:
Falo sempre por aqui o quanto eu gosto de dados, mas nunca fiz um post dedicado a isso. 
Pois bem! 
Ainda em fevereiro começo uma série de posts sobre análise exploratória de dados, aguardem!
E, ainda nas promessas, logo após o Carnaval vou fazer um apanhado dos “melhores dos melhores do mês”. Vou revisitar os últimos 2 anos e trazer um compilado do mais legal que já passou por aqui.

Fevereiro vai ser um mês cheio!

Agora, os melhores desse Janeiro numa edição bem especial:

Arte e Design

Relatório anual de tendências visuais do banco de imagens Getty Images traz uma análise das buscas feitas no site. Um dos dados mais relevantes são as pesquisas pelas palavras “diversidade” e “inclusão”. [via]

Fotografias de Tokyo do australiano Tom Blachford parecem terem sido tiradas de Blade Runner.
Em sua série Nihon Noir cenas noturnas, neons que fazem os prédios brilharem, o skyline aparentemente infinito da cidade, tudo remete ao icônico filme do Ridley Scott.

Empreendedorismo, Marketing e Gestão

Quer começar um projeto pessoal, encontrar tempo e motivação e fazer algo novo em 2018? Essa matéria da Fast Company traz 7 dicas e sugestões de como correr atrás dos seus sonhos. Vale muito os 7 minutos de leitura.

Acabei de descobrir essa startup, pelo perfil deles no Projeto Draft, e já achei a idéia é genial: facilita o envio de encomendas utilizando espaço no carro de quem já estava estava viajando para o destino.

Seth Godin, sempre vou trazer algo do Seth Godin.
Começar é muito desvalorizado.
Apenas comece.
Sem preparação adequada, porque você nunca vai estar completamente preparado.
Com chances imperfeitas de sucesso, porque as chances nunca serão perfeitas.
Comece. Com a humildade de alguém que não tem certeza, e a excitação de alguém que sabe que é possível.
Traduzido do post original, com autorização do autor.

Tecnologia

falei um pouco sobre essa AI da NVIDIA antes, detalhada nesse paper.
Ela é uma GAN (Generative Adversarial Network ou Rede Adversária Generativa) que conseguiu criar imagens realistas de pessoas que se parecem com celebridades, mas não existem.
A técnica é complexa mas pode ser explicada de forma relativamente simples: uma rede neural gera imagens “aleatórias” enquanto uma outra rede neural, treinada para detectar se uma imagem é real ou não, analisa as imagens geradas pela primeira rede.
As duas são colocadas então para “competir”: o objetivo da primeira é enganar a segunda. Com muito treinamento a primeira rede aprende a gerar imagens cada vez mais realistas.
Uma explicação bem acessível pode ser lida nessa matéria do NY Times.

O código propriamente dito raramente é valorizado pela forma como ele é escrito, mas é primariamente apreciado pela forma como funciona (o que é meio triste). 
Nós amamos o drama de tentar corrigir um bug e a excitação de quando uma solução elegante se apresenta. As vezes tem mais personalidade no código em si do que no produto final.”
O post original é um publipost da SuperHi, mas o conteúdo é bem bom. 
Três estúdios contam em entrevista os porquês da programação ser tão importante para o design contemporâneo.

Micron.js é uma micro-biblioteca de animações feita com CSS e controlado por JavaScript.
Uma mão na roda na hora de prototipar coisas e demonstrar animações simples.

A super bateria do Elon Musk na Austrália já economizou 1 milhão! Funcionando desde 1 de Dezembro de 2017, depois de ter sido construída em apenas 100 dias, a bateria já sua utilidade, quando teve de fornecer energia durante um problema com a a termelétrica a carvão mineral.
Agora um relatório da Renew Economy mostrou que o sistema de baterias da Tesla pode ter gerado aos seus donos, Neoen, cerca de $800 AUD (US$800 mil ou R$2.547,02) em poucos dias.

Esse mês aqui pelo Medium:

Gostaram do post especial?
Eu estou super empolgado com a série de post sobre análise de dados!