Oscar 2016: façam suas apostas!

Entre pitacos óbvios e tiros no escuro, é hora de falar sobre possíveis vencedores


No último dia 14, aconteceu a cerimônia durante a qual a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas revelou os indicados da 88ª edição do Oscar, a ser realizada no dia 28 de fevereiro. Em meio às obviedades de um período em que George Miller e Alejandro Iñarritu foram as grandes estrelas, é bom observar com mais carinho uma lista que esconde pérolas merecedoras da visibilidade conquistada na manhã dessa quinta-feira. Abaixo, a lista de candidatos completa e, em cada categoria, comentários que fiz sobre as principais escolhas.

Primeiro, alguns avisos

Aos mais acostumados com tudo que envolve premiações de cinema, não é segredo que Oscar tem muito mais a ver com lobby do que com qualidade e justiça, apesar de ser importante contar com projetos elogiados mundo afora. Aliás, se são os últimos aquilo que você procura, dê prioridade a festivais, circuitos de críticos e, no máximo, a algumas cerimônias europeias. Os votantes norte-americanos, afinal, fazem parte de uma indústria que investe muito dinheiro em campanhas publicitárias que vão além dos temas abordados pelos seus filmes, o que, por vezes, gera como vencedores projetos que mal são lembrados pelo público nos anos seguintes às suas vitórias.

Dito isso, as opiniões abaixo se baseiam principalmente nas características e no histórico do Oscar, e não apenas naquilo que penso sobre os filmes. Ainda assim, procurei fazer minhas apostas logo depois de indicar quais projetos têm chances de vencer segundo esses critérios. E você? Não é tão fã da sorte e quer ficar mais perto de acertar vitoriosos antes do evento? É fácil. Basta acompanhar o SAG Awards, o PGA Awards, o ADG Awards e o WGA Awards, eventos esses que contam com a participação de boa parte dos mesmos votantes do Oscar e que divulgarão vencedores no final de janeiro e no comecinho de fevereiro. Fique de olho.

Chega de rodeios. É hora dar pitacos sobre o Oscar 2016!


Melhor filme

A Grande Aposta
Ponte dos Espiões
Brooklyn
Mad Max: Estrada da Fúria
Perdido em Marte
O Regresso
O Quarto de Jack
Spotlight: Segredos Revelados

Poucas novidades compõem uma lista que só surpreende pela ausência de Carol, filme que vinha bem em meio à crítica especializada. Assim, a presença de O Quarto de Jack e Brooklyn já pode ser considerada o verdadeiro prêmio de Lenny Abrahamson e John Crowley. E num ano em que Miller e Iñarritu se esbaldaram em elogios recebidos, a briga entre os dois promete ser boa.

Quem vai ganhar: Mad Max: Estrada da Fúria ou Spotlight. Difícil pensar que Hollywood dará o grande prêmio a latinos pela terceira vez seguida.
Quem eu gostaria que ganhasse: Mad Max: Estrada da Fúria. Miller, enfim, fez o filme da sua vida.
O que me fez xingar muito no Twitter: onde diabos está Divertida Mente e Os 8 Odiados? Num mundo justo, eles não seriam ofuscados por Perdido em Marte e O Quarto de Jack.

Melhor ator

Bryan Cranston (Trumbo)
Matt Damon (Perdido em marte)
Leonardo DiCaprio (O Regresso)
Michael Fassbender (Steve Jobs)
Eddie Redmayne (A Garota Dinamarquesa)

Ainda não acho que seja dessa vez que Leonardo DiCaprio leva sua tão desejada estatueta. A campanha de O Regresso, agressiva e repetitiva, se ateve muito mais aos desafios físicos enfrentados pelo ator do que propriamente à sua desenvoltura ao longo do filme, numa estratégia que costuma causar certa antipatia nos votantes.

Quem vai ganhar: Michael Fassbender. Somando a cuidadosa composição do ator à importância de Jobs para a indústria do entretenimento, não é difícil apostar em seu trabalho. No entanto, o mau desempenho de Steve Jobs nas bilheterias americanas, devo dizer, torna a briga com Leo DiCaprio muito mais interessante.
Quem eu gostaria que ganhasse: Michael Fassbender. Ainda que DiCaprio mereça pelo conjunto da obra, não creio que tenha surpreendido em O Regresso.
O que me fez xingar muito no Twitter: Nada. São mesmo belas escolhas.

Melhor atriz

Cate Blanchett (Carol)
Brie Larson (O Quarto de Jack)
Jennifer Lawrence (Joy)
Charlotte Rampling (45 anos)
Saoirse Ronan (Brooklyn)

Eita, categoria complicada. Mas vamos lá: por mais que me alegre ver Rampling, Larson e Ronan no páreo (ainda mais por conta de três obras tão valiosas), a verdade é que, estando Carol fora da briga pela categoria de melhor filme, é bem provável que a Academia faça jus ao projeto e permita que o prêmio caia nas mãos de Cate Blanchett. E olha que estamos falando de uma concorrência que engloba a queridinha da Academia, Jennifer Lawrence, num filme duvidoso que, ainda assim, pega bem a onda do que agrada os vovôs de Hollywood.

Quem vai ganhar: Cate Blanchett ou Brie Larson, quem vem crescendo entre os votantes.
Quem eu gostaria que ganhasse: Charlotte Rampling. Em seu filme, a atriz é uma força da natureza.
O que me fez xingar muito no Twitter: Nada.

Melhor diretor

Alejandro G. Iñárritu (O Regresso)
Tom McCarthy (Spotlight: Segredos Revelados)
George Miller (Mad Max: A Estrada da Fúria)
Adam McKay (A Grande Aposta)
Lenny Abrahamson (O Quarto de Jack)

Novamente, o assunto vai ser resolvido nos tapas trocados entre as estrelas do ano passado. Assim, continua forte a lógica de que melhor filme tende a levar melhor diretor. Então…

Quem vai ganhar: George Miller.
Quem eu gostaria que ganhasse: George Miller. Como disse, seu novo Mad Max é tudo que o diretor sempre quis fazer no cinema.
O que me fez xingar muito no Twitter: Oh, boy. Como queria Tarantino e Pete Docter/Ronnie Del Carmen nessa lista…

Melhor animação

Anomalisa
O Menino e o Mundo
Divertida Mente
Shaun, o Carneiro
Quando Estou com Marnie

Sim, ver o Brasil na disputa do prêmio é coisa linda demais. E, sim, O Menino e o Mundo é um trabalho sensível e repleto de outros valores. No entanto, sejamos realistas: Pixar, Kaufman, Aardman e Studio Ghibli estando no meio da disputa, é comemorar a visibilidade que Alê conquistou com a indicação e deixar de acreditar no impossível.

Quem vai ganhar: Divertida Mente
Quem eu gostaria que ganhasse: qualquer um dos candidatos.
O que me fez xingar muito no Twitter: Nada. Só coisa linda por aqui.

Melhor filme estrangeiro

O Abraço da Serpente (Colômbia)
Cinco Graças (França)
O Filho de Saul (Hungria)
Theeb (Jordânia)
A War (Dinamarca)

Talvez seja essa a categoria mais interessante de todas. Pois se O Filho de Saul já se mostrava como figura certa na lista (o filme teve passagem marcante por festivais), Cinco Graças, Theeb e A War recebem a companhia do incrível colombiano O Abraço da Serpente. Faça um favor a você mesmo: corra atrás de todos!

Quem vai ganhar: O Filho de Saul
Quem eu gostaria que ganhasse: O Abraço da Serpente
O que me fez xingar muito no Twitter: Nada, apesar de achar que Miguel Gomes caberia aqui.

Melhor trilha sonora

Ponte dos Espiões
Carol
Os 8 Odiados
Sicario
Star Wars: O Despertar da Força

Apesar de ficar feliz com a indicação de Thomas Newman, é mesmo Ennio Morricone que merece a estatueta justamente por surpreender em Os 8 Odiados e, em meio ao gênero que o consagrou, optar pelo suspense com o qual tanto se divertiu no passado. Coisa fina.

Quem vai ganhar: Ennio Morricone.
Quem eu gostaria que ganhasse: Ennio Morricone. Já é hora de testemunhar a Academia se redimindo de um dos seus maiores erros.
O que me fez xingar muito no Twitter: Nada. Digo, bem que Desplat poderia ter sido lembrado. Seu trabalho em A Garota Dinamarquesa é fascinante.

Melhor roteiro adaptado

A Grande Aposta
Brooklyn
Carol
Perdido em Marte
O Quarto de Jack

Apesar de sugerir uma disputa mais acirrada, a presença de Carol parece indicar mais um prêmio ao filme de Haynes, ignorado nas categorias mais influentes. Mas Brooklyn e A Grande Aposta vêm arrancando elogios por onde passam e podem ser uma surpresa.

Quem vai ganhar: Carol ou A Grande Aposta.
Quem eu gostaria que ganhasse: A Grande Aposta
O que me fez xingar muito no Twitter: Perdido em Marte é bacaninha, mas há outros que se encaixariam melhor por aqui.

Melhor roteiro original

Ponte dos Espiões
Ex Machina: Instinto Artificial
Divertida Mente
Spotlight: Segredos Revelados
Straight Outta Compton — A História do N. W. A.

Eis uma categoria em que Steven Spielberg tem chances de ganhar algum reconhecimento pelo seu novo filme. Considerado como um dos principais historiadores americanos no cinema, ele foi recebido com entusiasmo ao lançar Ponte dos Espiões em seu território, ao passo que não vê-lo ganhando destaque noutras categorias só reforça uma possível vitória aqui.

Quem vai ganhar: Ponte dos Espiões ou Spotlight.
Quem eu gostaria que ganhasse: Divertida Mente ou Straight Outta Compton — A história do N. W. A.
O que me fez xingar muito no Twitter: Por mais que Os 8 Odiados faça falta, ver Pixar e N.W.A. acalma meus ânimos.

Melhor design de produção

Ponte dos Espiões
A Garota Dinamarquesa
Mad Max: Estrada da Fúria
Perdido em Marte
O Regresso

Belos competidores que encontram na ambição visual seus pontos fortes. No entanto, é claro que Mad Max e O Regresso, ambos ambientados em universos extremamente imersivos, ganham destaque quando o assunto é a visão da Academia. Aqui, é no grito que a coisa vai andar.

Quem vai ganhar: O Regresso
Quem eu gostaria que ganhasse: Ponte dos Espiões.
O que me fez xingar muito no Twitter: Nada.

Melhor fotografia

Carol
Os Oito Odiados
Mad Max: Estrada da Fúria
O Regresso
Sicario — Terra de Ninguém

Emmanuel Lubezki, Roger Deakins, Robert Richardson, John Seale e Edward Lachman. Numa disputa contendo tanta gente foda, apostar em apenas uma pessoa é quase como atirar no escuro.

Quem vai ganhar: Emmanuel Lubezki. PÁ!
Quem eu gostaria que ganhasse: qualquer um dos indicados.
O que me fez xingar muito no Twitter: Xingar? Seria como cuspir num banquete maravilhoso.

Melhor figurino

Carol
Cinderela
A Garota Dinamarquesa
Mad Max: Estrada da Fúria
O Regresso

Quem vai ganhar: A Garota Dinamarquesa. Não acredita? Então procure por Eddie Redmayne no Google.
Quem eu gostaria que ganhasse: Mad Max ou A Garota Dinamarquesa
O que me fez xingar muito no Twitter: Nada.

Melhores efeitos visuais

Ex Machina: Instinto Artificial
Mad Max: Estrada da Fúria
Perdido em Marte
O Regresso
Star Wars: O Despertar da Força

Quem vai ganhar: Star Wars: O Despertar da Força
Quem eu gostaria que ganhasse: Star Wars ou Mad Max. Isso porque é maravilhoso ver o CGI dando (muito) mais espaço a proezas e mecanismos físicos.
O que me fez xingar muito no Twitter: Eu colocaria Jurassic World fácil no lugar de Perdido em Marte.

Melhor Montagem

A Grande Aposta
Mad Max
O Regresso
Spotlight: Segredos Revelados
Star Wars: O Despertar da Força

Indicados de primeira linha dividem-se entre aqueles que apostam no frenesi e outros que preferem a bela organização de seus argumentos. Disputa interessante.

Quem vai ganhar: Star Wars
Quem eu gostaria que ganhasse: Spotlight. Eis aqui uma verdadeira masterclass de jornalismo que nunca se embaralha ao enfatizar princípios.
O que me fez xingar muito no Twitter: Nada.

Melhor atriz coadjuvante

Jennifer Jason Leigh
Rooney Mara
Rachel McAdams
Alicia Vikander
Kate Winslet

Pancada, amigos. Que tal um belo chute?

Quem vai ganhar: Jennifer Jason Leigh
Quem eu gostaria que ganhasse: Jennifer Jason Leigh. Em Os 8 Odiados, sua presença é sentida durante TODO o tempo, o que é uma proeza quando pensamos que ela permanece em silêncio durante boa parte do filme.
O que me fez xingar muito no Twitter: Xingarei, caso Leigh não ganhe.

Melhor ator coadjuvante

Christian Bale
Tom Hardy
Mark Ruffalo
Mark Rylance
Sylvester Stallone

Hardy indicado pelo personagem errado, Bale vindo com força, Rylance roubando cena num Spielberg e Ruffalo defendendo sua conhecida reputação profissional. Nada disso me tira da cabeça que o maior merecedor do prêmio é, também, um dos atores mais subestimados da história.

Quem vai ganhar: Christian Bale.
Quem eu gostaria que ganhasse: Sylvester Stallone.
O que me fez xingar muito no Twitter: Feliz por lembrarem da bela contribuição de Sly em Creed e PUTO DA VIDA por esquecerem de Benicio Del Toro.

Melhor edição de som

Mad Max: Estrada da Fúria
Perdido em Marte
O Regresso
Sicario — Terra de Ninguém
Star Wars: O Despertar da Força

Quem vai ganhar: Star Wars: O Despertar da Força
Quem eu gostaria que ganhasse: Sicario — Terra de Ninguém
O que me fez xingar muito no Twitter: Sem stress.

Melhor mixagem de som

Ponte dos Espiões
Mad Max: Estrada da Fúria
Perdido em Marte
O Regresso
Star Wars: O Despertar da Força

Quem vai ganhar: Star Wars: O Despertar da Força
Quem eu gostaria que ganhasse: Sicario — Terra de Ninguém
O que me fez xingar muito no Twitter: Peace & Love, bro.

Melhor curta de animação

Bear Story
Prologue
Sanjay’s Super Team
We can’t live without Cosmos
World of Tomorrow

Quem vai ganhar: como vi apenas um dos indicados, me abstenho dessa.
Quem eu gostaria que ganhasse: -

Melhor curta de live action

Ave Maria
Day one
Everything will be okay (Alles Wird Gut)
Shok
Stutterer

Quem vai ganhar: como vi apenas dois dos indicados, me abstenho dessa.
Quem eu gostaria que ganhasse: -

Melhor cabelo e maquiagem

Mad Max: Estrada da Fúria
The 100-year-old man who climbed out the window and disappeared
O Regresso

Quem vai ganhar: Mad Max: Estrada da Fúria
Quem eu gostaria que ganhasse: Mad Max: Estrada da Fúria
O que me fez xingar muito no Twitter: Nada.

Melhor documentário

Amy
Cartel Land
O Peso do Silêncio
What happened, Miss Simone?
Winter on fire: Ukraine’s Fight for Freedom

Briga boa. Com presença marcante do Netflix, que conseguiu emplacar dois projetos numa arena em que apenas tradicionais formas de veiculação eram possíveis, essa categoria surge como uma faísca promissora das mudanças que a indústria vem enfrentando nos últimos anos. O que, ao meu ver, é muito bem-vindo em termos criativos.

Quem vai ganhar: Cartel Land ou Amy
Quem eu gostaria que ganhasse: The Look of Silence
O que me fez xingar muito no Twitter: Gosto de Amy, mas há milhões de coisas melhores que foram ignoradas. Exemplos? Where to Invade Next, Best of Enemies, The Hunting Ground...

Melhor documentário de curta-metragem

Body team 12
Chau, Beyond the Lines
Claude Lanzmann: Spectres of the Shoah
A Girl in the River: The Price of forgiveness
Last day of freedom

Quem vai ganhar: como vi apenas três dos indicados, me abstenho dessa.
Quem eu gostaria que ganhasse: -

Melhor canção original

“Earned it”, The Weeknd (“Cinquenta tons de cinza”)
“Manta Ray”, J. Ralph & Antony (“Racing extinction”)
“Simple song #3”, Sumi Jo e Viktoria Mullova (“Youth”)
“Writing’s on the wall”, Sam Smith (“007 contra Spectre”)
“Til it happens to you”, Lady Gaga (“The hunting ground”)

Por mais que Gaga contribua com The Hunting Ground e acerte na mensagem que passa, apesar de soar um tanto aborrecida na execução, é mesmo Youth que fascina ao abraçar a música clássica na busca pelo ritmo contemplativo tão caro ao filme de Paolo Sorrentino. Inclusive, é um trabalho que não deveria dividir espaço com esforços tão burocráticos quanto Earned it e o tema do novo 007.

Quem vai ganhar: Simple Song #3
Quem eu gostaria que ganhasse: Simple Song #3
O que me fez xingar muito no Twitter: 007 e Cinquenta Tons de Cinza? Pffff.

E aí, concorda? Discorda? Quais filmes acha que mereciam estar na lista da Academia? Participe do debate nos comentários e, claro, não se esqueça de clicar no coração abaixo para recomendar o artigo a outros leitores. Ah! E trate de seguir a revista Moviement aqui no Medium, no Twitter e também no Facebook. Ótimos filmes!

Like what you read? Give Thiago Rabelo a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.