Por que favela?

Contraste social e habitacional em São Paulo, de uma lado uma das maiores favelas de São Paulo, Paraisópolis, do outro condomínios de luxo

De onde veio a favela?

Na caatinga nordestina há uma planta espinhenta muito comum e extremamente resistente chamada “favela”. Voltando um pouco na história do Brasil, lá em 1896 acontecera a “Guerra de Canudos”, liderados por Antônio Conselheiro, sertanejos cansados das dificuldades de sobrevivência em terras tomadas por latifúndios improdutivos e secas devastadoras criaram a cidadela de Canudos no interior da Bahia, muitos se instalaram no “Morro da Favela”.

Na transição do século XIX para o século XX as primeiras favelas eram chamadas de “bairros africanos”, pois eram populados por grande maioria de ex-escravos, para os quais lhes faltavam terras e oportunidade de trabalho.

Mesmo antes da existência das favelas, cidadãos pobres eram obrigados por condições financeiras a se afastarem do centro da cidade e forçados a viverem nos subúrbios, com isso passou a ter força o termo periferia (contorno ou linha que limita uma superfície curvilínea; circunferência; o que fica nos arredores).

Lista de bairros do município de São Paulo por preço médio do metro quadrado
A distância entre a Casa Grande e a Senzala de 1888 foi substituída pela distância dos trabalhos na região central e a periferia nos tempos atuais.
Favela em 1950
Local onde fica hoje o Parque Ibirapuera. Foto de Sebastião Assis Pereira.

Urbanização

A urbanização está fortemente atrelada ao processo de industrialização. Quando se cria uma indústria, fábrica ou empresa há a tendência de que a região no qual foi instalada passe a atrair um número maior de pessoas. Com isso, o espaço próximo aos grandes centros no qual se instalam grande parte das indústrias passam a ser disputados palmo a palmo, fazendo com que suba a demanda e, respectivamente, o valor do metro quadrado nas regiões e proximidades aos centros comerciais.

Exemplo disso foi em 1940, quando apenas 31% da população brasileira vivia em cidades, 30 anos depois esse número cresceu mais de 1000%.

Ascensão

A favela é o berço da história brasileira atual. É casa do povo aguerrido que nasce pronto para a luta, favela é raiz, é resistência, é origem, cultura e tradição. Favela é quem desce e sobe o morro todos os dias, atravessa a cidade inteira, dá duro por bem mais de oito horas de trabalho em troca do mínimo e no final do dia cruza a cidade inteira novamente dessa vez sentido bairro.

“…Morro por quem sobe o morro comigo…”

Fotos por Edy Ricardo — Rec Favela