Um minuto de coerência

Criticar as manifestações do domingo não é defender o PT, Dilma ou Lula — todo e qualquer ato de corrupção deve ser punido, independentemente de quem o pratique.

Trata-se, ao contrário, de uma busca por coerência. Que os meios adequados sejam utilizados para promover mudanças reais na sociedade.

Golpe não pode!

É preciso compreender que o problema político no Brasil é grave e uma das razões é o medo-ingenuidade-ignorância das pessoas, que negligenciam os problemas políticos e varrem as mazelas para debaixo do tapete.

Defendo o direito de manifestação pacífica e fundada em boas razões.

Gritos de ódio e pautas capazes de promover o retrocesso em termos de desenvolvimento humano, econômico e social — principalmente das parcelas mais marginalizadas da população — não podem prevalecer.

Não se queremos ser coerentes e verdadeiramente justos.

Like what you read? Give Valter Junior a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.