Uma carta ao fascista

Meu caro fascista,

Sabemos quem você é. Você está presente em todos os lugares, ao nosso lado na fila do pão, no ônibus, no cinema, no restaurante, na academia. Há sempre um fascista ao redor. Normalmente, você fica na sua, debaixo da linha de vista, pois é assim sua natureza. Até o momento em que faz emergir o monstro.

Agora pode estar belezinha para o seu lado, seu candidato está com tudo e talvez leve a parada já no primeiro turno então você pode achar que é legal ser assim, que o bem venceu o mal e agora é hora de caçar os infiéis.

Não é legal. É deprimente.

Você antes de tudo acha que não é fascista. Normalmente o fascista é seu inimigo. Você não é racista, é sempre mal compreendido. Não é machista ou misógino, é o mundo do politicamente correto que não compreende a sua inteligência, pois ela é perigosa, então, obviamente, machistas são os outros.

Você reza e ora. Cita a bíblia de cor. Acha que o cristo está ao seu lado. E prega o ódio. Eu só gostaria de saber o histórico da sua conta no xvideos.

Não pense que nós, os progressistas, considerados por você como ladrões demoníacos ficaremos parados esperando o apocalipse.

Você pode estar na ribalta agora mas não se engane, no tempo certo iremos atrás de você, de tal modo que a sua ideia nunca mais ganhe o corpo que ganhou em nossa nação.

E não venha com chorumelas antipetistas como desculpas para suas escolhas. Sabemos que no fundo é o ódio que te move, sua força é o desprezo, seu produto é o medo. Não precisa esconder.