Você não é obrigado

Leonardo Fuita
Aug 15 · 2 min read

“Você deveria ter chamado sua tia Cotinha para ir no casamento!”; “É obrigação sua fazer esse relacionamento dar certo”; “Você tinha que ter tomado alguma atitude sobre o que seu amigo falou!”; “Você tem que chamar seus tios para o seu aniversário”. Eu acho engraçado como obrigações vão se somando em nossas vidas. Só que quanto mais velhos vamos ficando, mais essas obrigações deixam de fazer sentido prático, e se tornam só encheção de saco aleatórias.

Por que você é obrigado a chamar uma pessoa que você não gosta, ou que não faz a menor diferença na sua vida, para o seu aniversário ou casamento? Qual é o motivo que faz com que esse tipo de coisa vire uma obrigação? Se você não gosta de alguém, não faz a menor questão da presença dela durante boa parte da sua vida, por que se torna uma obrigação chamá-la nos eventos mais importantes da sua vida?

Por que você é obrigado a continuar em um relacionamento que não tem mais futuro? Qual o motivo que te prende a uma pessoa, sendo que você e ela nem se gostam mais? Você não depende dela para nada, viveu a vida inteiro com os próprios pais separados e mesmo assim extremamente presentes (para caso você tenha um filho e ache isso um impeditivo), então por que é obrigação ‘dar certo’ mesmo depois que claramente já deu errado?

Esses são só alguns poucos exemplos de momentos em que nos sentimos obrigados a fazer algo. Obrigados a continuar com algo que claramente não faz mais sentido prático para ninguém. Obrigados a fazer algo que, na verdade, a ‘sociedade’ entende como uma obrigação.

Mas a verdade é que ninguém é obrigado a nada. Você não é obrigado a chamar pessoas aleatórias para o seu casamento. Não é obrigado a ficar em um relacionamento ruim. Não é obrigado a ficar nesse emprego de merda durante muito tempo. Você não é obrigado a ser exatamente do mesmo jeito que todos que estão à sua volta são.

Talvez, eu diria, você tenha a única e solitária obrigação de saber lidar com a consequência de todos os seus atos. Porque aí, realmente, não só é difícil de fugir delas ou jogá-las para outra pessoa, como também é imoral fazê-lo. Todo o resto é só perfumaria. Gente que não tem muito o que fazer e quer dar palpite na vida dos outros. Nós não temos as obrigações que nos dizem que temos, principalmente se não faz o menor sentido para o que nós queremos para as nossas próprias vidas.

NEW ORDER

Produção colaborativa de histórias e tendências para instigar você. Somos a primeira e maior publicação brasileira no Medium, vamos juntos?

Leonardo Fuita

Written by

27 anos; eng eletricista; mba em marketing; tricolor; otaku e arroz de festa. contato: leonardopfuita@hotmail.com

NEW ORDER

NEW ORDER

Produção colaborativa de histórias e tendências para instigar você. Somos a primeira e maior publicação brasileira no Medium, vamos juntos?

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade