O primeiro espaço de Colearning do Brasil (talvez do mundo) é incrível!

Um espaço de Educação, Design, Inovação e Tecnologia para você.

Eu olhando para o espaço de Colearning

Eu tive o privilégio de crescer em uma cultura de aprendizado.

Momentos de isolamento, profundas abstrações e foco propiciaram experimentação, autonomia e a liberdade para criar e imaginar como as coisas podiam ser diferentes.

Esta se tornou a melhor parte de mim. E ao longo dos anos aprendi que eu me conecto com as pessoas através das ideias.

A TV dessa época foi um grande incentivo para tudo isso — obrigado TV Cultura!

Da esquerda pra direita, de cima pra baixo: Castelo Rá-Tim-Bum!, De Volta para o Futuro 2, Magaiver, O Mundo de Beakman, Os Caçadores da Arca Perdida, Os Goonies, X-Tudo, Ghostbusters e ET.

A visão é essa. Materializar essa cultura do aprendizado através de um espaço.

Se inscreva e receba novidades do projeto: https://julioh.typeform.com/to/vzAUeZ

Um lugar que permanentemente te dê a sensação de que tudo é novo, conecte ideias, novas amizades e pessoas que te ensinem coisas para a vida, mostrando como o mundo é um lugar de oportunidades.

Contrariando a tendência e abundância de espaços virtuais de aprendizagem e ensino à distância (EAD), o Colearning é um conceito inédito, baseado no espaço físico como ferramenta.

1. O espaço é uma (poderosa) ferramenta

Não é à toa que Apple e Google estão investindo bilhões em novas sedes e que empreendedores como Tony Hsieh (Zappos) e Bil Gates (Microsoft) estão investindo em municípios e cidades inteiras.

O objetivo é otimização. Tornar o espaço físico tão eficiente e responsivo quanto o software.

No contexto de negócio, mais encontros significam melhor comunicação, velocidade no processo decisório e uma energia mais assertiva afetando de maneira significativa a produtividade e a criatividade das pessoas em até 60% — o que signfica mais aprendizado, colaboração e como consequência, inovação ($$$).

É isso que pesquisadores e autores como Thomas J. Allen (Professor do MIT, criador da ‘Curva de Allen’ — abaixo) e Jennifer Magnolfi (Pesquisadora de espacialidade, trabalho e futuro junto à NASA, ISS e outras) estudam e sugerem em seus trabalhos.

Gráfico de ‘The Organization and Architecture of Innovation: Managing the Flow of Technology’ de Thomas J. Allen
Colearning é um conceito do espaço além do imóvel ede um acúmulo de pessoas usando wifi, isoladas com seus fones de ouvido.

É o uso do espaço como uma ferramenta de Comunicação.

2. Um novo sistema para um novo espaço

O mundo mudou!

2 problemas e 2 respostas para o Sistema de Ensino atual, através do Colearning:

  • Não refletir os valores e prioridades do mundo de hoje >> O conteúdo do espaço será curado por profissionais de vários níveis, regiões, por empresas, educadores e usuários. Atualizado em tempo real.
  • A limitação individual de um único professor como ‘O’ especialista e ‘dono do processo’ >> Teremos um grupo de facilitadores do processo de aprendizagem, criando uma inteligência coletiva.

Receba novidades sobre do projeto https://julioh.typeform.com/to/vzAUeZ

3. Mais conteúdos e oportunidades para você

Espaço = mais atividades = maior densidade = mais formatos = mais oportunidades para você.

Praticamente 4 anos trabalhando remotamente, usando +30 espaços para criar, organizar e produzir nossos cursos, workshops, debates e atividades e receber 1430 por ano. Podemos ir (muito) além!

Como otimizar e fazer mais!

Há uma ineficiência logística que nos impede de tirar um melhor proveito do tempo, restringindo em 1 atividade por dia, mesmo havendo capacidade operacional de realizarmos por exemplo 5 atividades por dia.

Além do tempo, o custo dos espaços nos impede de experimentar mais atividades, formatos e horários, restringindo o crescimento e capacidade de inovação.

Nunca tivemos um espaço. Um lugar que nutrisse o desenvolvimento, interação, curiosidade, empatia e ideias. Ou seja, os superpoderes que, como humanos, nos fazem criar coisas incríveis.

Por que nós?

Por que já são 6 anos de um negócio baseado na visão de organizar a aprendizagem do Brasil e criar um novo sistema global de Educação.

Por que existimos para auxiliar você por toda sua jornada de aprendizagem, oferecendo mais oportunidades, experiências e escolhas melhores.

Por que acreditamos que a melhor forma de reclamar é fazer coisas.

Uma longa jornada até aqui.

Uma breve timeline (da esquerda para a direita):

  • 2011: Workshop de Design Thinking com Ricardo Ruffo. Um dos primeiros workshops, levando (na época) uma nova metodologia para o contato e experimentação dos estudantes.
  • 2012: 5º geração de conteúdos colaborativos, dando e criando uma voz para as pessoas.
  • 2014: Primeira plataforma a te ajudar a encontrar todos os eventos de design, tecnologia e empreendedorismo do Brasil em um único lugar.
  • 2016: Cursos eventos com e para a comunidade. Prática, aprendizado e a sua jornada em primeiro lugar.
  • 2017: Aquisição do Visitei, a primeira plataforma que leva estudantes para conhecer a rotina, desafios, profissionais e empresas de design e tecnologia de todo Brasil.

Até aqui (dez/2017)

107 cursos e atividades presenciais, 30 facilitadores, 7731 participantes, 75 visitas, 4126 usuários, 35 empresas, participantes, 6 estados do Brasil, 1 milhão de visualizações únicas e 2500 eventos mapeados.

Como vai funcionar esse Colearning

Um pouco das 108 atividades do último ano, em vários espaços, em vários temas e com vários facilitadores! Fotos de Samantha Oda, Marrina Soares, Ana Carolina Magalhães, Debora Urbano, Guilherme Uyekita e Icaro Ferracini.

Imagine uma casa de show de música onde em cada dia tem um novo show com um artista e gênero novo, e que você pudesse sempre curtir, conhecer pessoas, descobrir músicas e gêneros novos (melhor que algoritmo do Spotify).

A ‘casa de show’ é o Colearning.

Cada dia, 6 dias por semana, 12 horas por dia, tem um grande conjunto de atividades, cursos novos, com um novo professor/facilitador, de um novo tema, com conteúdos alinhados, atraindo um público diverso, mas com objetivos específicos e em comum.

  • Você facilitador/professor, pode usar o espaço incrível e toda a infraestrutura para a sua atividade, e sendo responsável por tudo.
  • Você comunidade, facilitador/professor, pode focar no conteúdo e propor sua atividade para o espaço, e a organização, serviços, vendas, conteúdos, comunicação e produção é por conta da casa.
  • Você interessado, estudante, profissional, vem assistir as atividades, bater papo, se conectar, tomar café, se divertir, descobrir novas coisas e participar das atividades rolando 12 horas por dia.
  • Você fornecedor oferece para +9680 pessoas/ano, seus serviços de Foto, Vídeo, A/B, Marketing, Design, Desenvolvimento, etc…
Serviços e oportunidades do nosso espaço de Colearning! Da ideação, ao stream, do curso à incubação de ideias, para todo mundo, o tempo todo.

Um espaço incrível e infraestrutura acessível, com todo suporte necessário — da estratégia, experiência, produção até as vendas — para o sucesso do seu evento, curso ou atividade.

Exclusivamente voltada para a proximidade, interações cara-a-cara, informalidade, fluxo constante de ideias e Educação de Inovação no Brasil.

A primeira casa será em São Paulo (SP). Mas as atividades serão transmitidas para todo o Brasil por stream!


Se inscreva na lista para receber novidades sobre o projeto: https://julioh.typeform.com/to/vzAUeZ

O nosso Colearning — em 20 características

20 das 47 características do Colearning Coletividad.

8 maneiras de diminuir a distância entre cidade, comunidade, academia e mercado

  1. Colearning é sobre inovação real através da participação pública e a criação de um entendimento comum sobre Design, Tecnologia e Empreendedorismo. Por isso, o espaço será integrado com o bairro (comunidade local), oferecendo os cursos para e junto de pequenos negócios e pessoas da região. Ex.: A imagem abaixo simula se o espaço fosse no Centro de São Paulo, podendo inserir A Guarda Civil, OAB, CET, Palácio da Justiça em diálogos, atividades e processos de inovação, prototipação, IoT, Desenvolvimento de Aplicativos, etc em busca de soluções melhores — O espaço além do imóvel, além de um ‘acumulador de pessoas’, mas como uma ferramenta de Comunicação.
Exemplo hipotético de mapeamento de bairro e inserção local. Integração bairro, pessoas e negócios.

2. Com a nossa relação com os Acadêmicos, teremos a chance de inserir ainda mais os Professores de Universidades nos debates, pesquisas, maratonas, mentorias e cursos.

4º edição do nosso ‘Design Debate’, dessa vez realizada em parceria com o Instituto Europeo di Design, que reuniu (06/12/2017) os convidados Isabel Braga | UX e Anderson Gomes + a turma de Pós-Graduação em Design Estratégico + Comunidade!

3. Para criar um verdadeiro ambiente de campus, no espaço teremos uma República para Estudantes de áreas de Inovação, para assim, desde o primeiro semestre da faculdade você ter contato com profissionais, outros professores, estudantes, empresas e afins.

4. Toda empresa cadastrada no Visitei terá espaço exclusivo nas atividades do Colearning, abertura para seus colaboradores serem facilitadores e para a empresa acesso à novos talentos, estudantes, profissionais, professores e projetos.

35 Empresas inscritas no Visitei, como Questto|Nó, IdeaFixa, Flama, FutureBrand, trampos.co entre outros, em 6 estados do Brasil.

5. No último ano temos feito nos nossos cursos um trabalho de inclusão de jovens em situação de vulnerabilidade, com o suporte da ONG RECODE. Através do Colearning, vamos expandir essa iniciativa, criando programas específicos, formações e ainda que de forma tímida, gerar mais oportunidades para esses jovens.

6. Em escala experimental, temos no último ano feito os cursos e workshops com um escopo de problemas reais da cidade. Acreditamos que assim geramos valor dobrado, para pessoas e para a Sociedade. A proposta é expandir essa iniciativa e levar as propostas adiante, além dos cursos e workshops, atuando como um espaço de incubação e aceleração de ideias para a cidade.

7. A partir de 13 anos. Uma maneira de dar, o quanto antes, oportunidade dos jovens verem de perto novas tecnologias, pensamentos, possibilidades e receber uma ‘mentoria’.

8. Comunidades que fazem um bom trabalho, como Training Center, Garoa Hacker Club, LHC de Campinas, PyLadies, Front UX, HTML SP, Maria Lab, Reprograma, Programaria, poderão usar gratuitamente o espaço para seus encontros.

Agora imagina tudo isso junto, ao mesmo tempo, todos os dias. Esse é o espaço. Com uma Cultura da Prática, de Inovação, de Aprendizagem, Diálogo, Talento, Tolerância e Diversidade.

Aparência e clima

Para você imaginar o clima e conceito.

Da esquerda pra direito, de cima pra baixo: Code in the Dark 2016 (foto de Leandro Godoi), Salão do projeto Porsche 542 Studebaker, Magic Carpets | Miguel Chevalier, HAKANAI, Adrien M / Claire B, Chaise longue PRATONE por Gufram design Pietro Derossi, Sierra College Game Night, MIT’s Computer Science and Artificial Intelligence Laboratory “Valkyrie”, LEGO, University of Louisiana, “Giant Scrabble” at Lafayette, HACK! The TNW Conference Sensor Hackathon 2017, Sede Walmart Brasil (São Paulo) / Estudio Guto Requena e Pennsylvania State University School of Architecture and Landscape Architecture.

O plano é ter um espaço para até 120 pessoas, capaz de acomodar diversos eventos e cursos simultaneamente. Mas de início, por conta do alto investimento, é provável que comecemos com um espaço menor.


Se inscreva aqui e receba novidades sobre o projeto


O que vai rolar nesse espaço

  • Workshops e Cursos (seus, nossos e de parceiros)
  • Desafios de Design e Tecnologia
  • Palestras, Projetos, Hackathons
  • Debates críticos e abertos em busca de um entendimento comum
  • Mentoria 1 a 1 para suas habilidades, projetos e ideias
  • Encontros de Comunidades
  • Grupos de Estudo
  • Sessão aberta de pitch
  • Aceleração e Incubação dos seus projetos e ideias no pós curso, workshop, mentoria, hackathon ou bootcamp
  • Bootcamp

Em 2018 vamos lançar o nosso Bootcamp. O primeiro Bootcamp de aprendizagem coletiva, modular, transdisciplinar e customizável baseadas em projetos — para pessoas e startups.

Estrutura do Bootcamp de Aprendizagem Coletiva, modular, transdisciplinar e customizável do Coletividad

Você começa onde estiver, com o que tiver, com o que souber e durante 8 a 12 semanas passa por um conjunto único de atividades intensas, práticas e diversas, para te preparar para mercado com novas habilidades.

O exemplo é de JavaScript, mas poderia ser de UX, Design de Produto, Marketing, Design Thinking, ou qualquer tema/área que fale e proponha inovação — com uma configuração única e customizada para as pessoas e área. O que importa é o seu objetivo, a sua jornada.

Você achou o primeiro espaço de Colearning do Brasil (talvez do mundo) incrível?

Se você se entusiasmou com a ideia, e também quer vê-lo no mundo, você pode fazer parte disso e ajudar a torná-lo realidade.

No primeiro trimestre de 2018 esse espaço será financiado coletivamente através do Catarse. Até lá, você pode ajudar de 2 formas:

1. Compartilhe esse texto nas suas mídias e marque os amigos!

2. Receba as novidades sobre o projeto: https://julioh.typeform.com/to/vzAUeZ