3 razões para eu preferir ganhar dinheiro ao invés de economizar dinheiro

money talk$

olha, eu até que sou uma pessoa bastante equilibrada e organizada com dinheiro, mantendo sempre minhas contas sob controle. também não acho nenhum sofrimento colocar na poupança um valorzinho X por mês ou por semana — o problema é que eu acho isso muito, muito chato. provavelmente pela minha natureza inquieta e barulhenta.

ao invés de, silenciosamente, depositar dinheiro em algum lugar, acho muito mais legal empreender e criar coisas, produtos ou serviços, que tenham a ver com meu objetivo final. ganhar o dinheiro para tal objetivo, ao invés de economizar o dinheiro que vem de outras fontes. acredito que esse raciocínio me coloca no ciclo da abundância, e não da escassez.

é o seguinte:

01_aumentar as entradas ao invés de cortar despesas • a ideia aqui é isso mesmo, bem básica: aumentar o volume de grana que entra ao invés de diminuir os gastos que você já tem. usar a criatividade!, oferecer, mesmo que temporariamente, serviços que tenham a ver com uma habilidade específica, fazer uma limpeza no armário e um bazar de peças excedentes, investir uma grana pequena em algum produto que possa render, e por aí vai. a ideia, pra mim, é dedicar um tempo pensando no objetivo em si e criar algo que tenha a ver com ele. vamos de exemplo? estou decidida a comprar minha primeira moto. por isso, ao invés de cortar despesas pra direcionar dinheiro pra esse objetivo, tenho dedicado algumas horas para desenhar estampas que tenham a ver com motociclismo feminino (e minha irmã, gentilmente, cedeu algumas ilustrações também!)! Assim, o dinheiro que entra da venda dessas belezinhas vai pro cofrinho específico desse objetivo.

vem ver a lojinha www.colab55.com/@srtajaquetadecouro

02_jogar pro universo ao invés de planejar em silêncio • há por aí quem tem medo de olho gordo, ou aqueles que preferem o esquema de “só contar pros outros quando estiver tudo confirmado”. já eu sou do tipo que prefere jogar pro mundo, contar pras pessoas e pro universo. isso tem lá suas vantagens porque: se você está oferecendo ou vendendo algo, fica muito mais fácil de encontrar aliados e um público possível, formando uma pequena comunidade que acredita e vê valor naquilo que você tem a oferecer. além disso, as pessoas do seu círculo que se identificam com a sua causa ou que querem ver seu objetivo atingido simplesmente porque se importam com você, talvez queiram ajudar — e elas nunca vão saber que você precisa de uma mão amiga caso você não comunique isso. mas é sempre melhor oferecer algo antes de pedir algo, ou oferecer recompensas futuras para quem, com o coração quentinho, se dispôs a te ajudar. (gratidão ao universo, sempre. não seja egoísta!) (por isso, vem AQUI ver uns presentinhos que eu preparei pra você! ♥)

03_cara de pau ou dar a cara a tapa? • algumas pessoas já me disseram que não conseguem se expor para pedir, pois, entre outros motivos, sentem como se estivessem implorando a ajuda dos outros. por isso o fator “ofereça antes de pedir” é bem importante. eu não estou (e você não estará) na porta do metrô pedindo dinheiro a estranhos por piedade. estou oferecendo algo que só eu posso oferecer, pra um público que me conhece e se importa comigo (ou com a causa que estou representando). eu sei como as pessoas tem dificuldade em pedir coisas (desde “licença”, até um absorvente num banheiro feminino ou mesmo pro outro fechar a janela do ônibus em dia de chuva), e eu sei também que nem todas as pessoas se sentem confiantes para se abrir para centenas de contatos nas redes sociais. para aqueles que conseguem, bom, esses são caminhos que encontrei que se mostraram viáveis no esquema ganhar-ao-invés-de-economizar. nem todas as coisas são úteis para todo mundo, mas a gente faz o que pode com o que tem.

faz algum sentido pra você? espero que sim! vou gostar de ler uns feedbacks sobre como vocês lidam com isso, se preferem guardar dinheiro ou inventar formas alternativas de aumentas os rendimentos mensais! diz aí?!

cheers!


♥ alguns pensamentos e práticas foram roubados de pessoas incríveis como Amanda Palmer e Chris Guillebeau.

Like what you read? Give Dride a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.