Bem-vindos ao Medium

Por que eu migrei O Jogo da Tradução para o Medium e como você pode migrar seu blog também, se quiser.

Oi, pessoal!

A esta altura vocês já perceberam que migrei o blog do Wordpress para o Medium, certo? Só faltou eu explicar por que, então estou aqui para isso. Espero que não fique parecendo propaganda gratuita da plataforma, não é essa minha intenção. Nem estou ganhando dinheiro com isso também (quem me dera!).

Isto aqui é um blog, e meu foco é a escrita. Tanto Wordpress como Medium são plataformas excelentes e atendem bem a necessidade de quem escreve e de quem lê, mas o Medium sai ganhando nesse quesito de escrita e leitura. O principal motivo é a interface limpa. E basicamente é só isso. Escrever no Medium é fácil porque a tela tem apenas e tão somente o texto, com fonte grande e serifada, sobre um fundo branco. Igualzinho à leitura. Eu não tenho nenhuma distração, configuração, barra lateral, barra de ferramentas, nada disso, nem vocês. A experiência de escrita e de leitura é muito mais gostosa.

Só esse motivo já foi suficiente para me convencer. Mas tem mais. O Medium, por ser uma plataforma nova, veio com um foco mais profissional. Então tudo tem uma cara mais séria por aqui, sem opções de “temas”, por exemplo. Afinal, o objetivo final é a leitura e não o layout.

Outra coisa bem interessante do Medium são as Publications. É um misto de blog e revista. Até é possível fazer algo assim no Wordpress, mas exige uma dose extra de trabalho. Aqui no Medium a coisa já tem um modelo pronto e o autor só precisa rechear a sua “revista” com o conteúdo.

É possível ter mais de uma publicação também. Até aí não há novidade, o Wordpress permite inúmeros blogs, todos associados ao nome do autor, bem como aqui, com seguidores e tudo mais. A única diferença é que como o Medium é visto como uma plataforma de “escrita e leitura” e não apenas escrita, é possível criar um perfil apenas para seguir e acompanhar autores, sem criar conteúdo. Isso é algo que não se costuma fazer no Wordpress, então a comunidade do Medium me passa a impressão de ter muito mais interesse no conteúdo.

É claro que o Wordpress tem suas inúmeras vantagens, para quem tem mais do que um blog associado a um site ou uma marca. E no momento a minha ideia com O Jogo da Tradução é dividir conhecimento usando a escrita apenas. Tenho outros projetos cozinhando no momento, mas nenhum deles vai sair com o nome O Jogo da Tradução.

Agora vocês já sabem por que migrei para cá. Mas foi difícil fazer a migração? Foi nada, maior moleza. Para quem quiser saber, vamos ao passo a passo (eu encontrei este link aqui em inglês que me ajudou):

  1. Acesse seu Wordpress. No menu lateral, vá em Configurações, e depois em Exportar. Não clique em Exportar Tudo, selecione apenas os Posts, e depois exporte. Não esqueça onde você salvou o arquivo de exportação, vamos precisar dele logo. Agora você já pode dizer tchauzinho para o seu Wordpress se quiser, a função dele já acabou aqui (mas eu recomendo criar uma página para ser a entrada do seu blog/site lá, contando que migrou para cá, como eu fiz).
  2. Venha até o Medium e crie uma Publication. Não precisa colocar nenhuma imagem nem nada ainda (mas não esqueça de fazer isso algum dia!). Depois disso, acesse as configurações dessa nova publicação, clique em Advanced (aqui é tudo em inglês), e depois em Migrate stories into this publication.
  3. Clique em Upload archive e faça o upload do arquivo que você exportou no Wordpress aqui. Espere concluir e quando isso acontecer, você pode até fechar a janela e voltar outra hora para revisar os posts importados. O Medium também manda um email para você, para confirmar a importação e com um link para você revisar os textos importados.
  4. Agora é a parte demorada. Com bastante paciência, abra cada um dos textos e confira se as imagens estão como você queria. Geralmente as imagens de capa dos posts do Wordpress são perdidas, porque elas não fazem parte do texto propriamente dito. E como o Medium aceita só cinco tags por texto, os posts do Wordpress com mais do que isso perdem alguma informação. Mas nada muito além disso.
  5. Quando tiver revisado tudo, é só clicar em Publish stories, que tudo vai ao ar, com as mesmas datas de quando o conteúdo foi ao ar no Wordpress. E pronto! Está aí este próprio blog que vocês estão lendo que não deixa mentir, a migração é um processo tranquilo.

Então, bem-vindos ao Medium! Espero que a plataforma seja mais agradável a todos vocês.

E até a próxima!