Revisão com expressão regular? Sim!

Olá, pessoal! Tudo bem com vocês?

Sempre que as pessoas me perguntam “quais as suas especialidades”, eu respondo TI, legendagem e jogos. Mas nos últimos tempos, eu andei acrescentando o seguinte: “e tenho feito muita revisão também”.

Como todo bom tradutor sabe, a revisão é uma parte fundamental da qualidade do texto ou da legenda. Não só a revisão por uma segunda pessoa, a que eu tenho feito bastante, como pelo próprio tradutor antes da entrega final. É básico. Anotem aí: proibido entregar texto sem revisar.

Mas ainda fica um problema: tem coisas que nosso cérebro lê errado, sem percebemos. Quantos de vocês acharam o erro da frase anterior? Pois é, nosso cérebro tende a ignorar algumas coisas que às vezes nem o corretor ortográfico, nem o gramatical pegam. Então, mesmo lendo e relendo o texto antes da entrega, algumas coisas ainda passam também.

2000px-Broken_heart.svg (1)

Como resolver? Não sei. Mas sei como amenizar a situação. Aprendi isso da pior maneira, perdendo um cliente. Isso foi há muito tempo. O meu causo foi: em vez de “coleta de dados”, eu entreguei um texto com “colega de dados”. E foi aí que surgiu a minha “lista de palavras perigosas”: uma série de palavras que nem o corretor ortográfico nem o gramatical e, às vezes, nem nossos olhos enxergam.

O par “coleta VS colega” foi o primeiro, mas em menos de meio ano eu já juntei mais de 20 pares. Mas esses 20 pares não foram com entregas erradas, ok? Um lapso foi suficiente para eu aprender a pescar palavras com digitação parecida, que precisam ir para a lista, antes mesmo de deixá-las passar. Então anotem aí: obrigatório ter uma lista de palavras perigosas.

Certo, mas e agora, se você, tradutor, já sabia de tudo isso, como faz para conferir a sua lista? Buscando palavra por palavra no texto final? Se sim, pare! Há um jeito bem melhor: expressões regulares.

As expressões regulares surgiram na informática. Para quem é da área, é algo bem fácil de entender, eu aprendi isso há anos, na faculdade, antes mesmo de trabalhar com desenvolvimento de software. Vocês sabem que a informática não me abandona nem que eu queira, não é? :)

Mas para quem lida com linguagem, pode ser um pouco mais complicado. Eu não pretendo explicar a fundo o que é uma expressão regular, apenas o que for necessário para essa história. Quem sabe no futuro eu fale mais.

Então vamos lá, como as expressões regulares ajudam nisso? Eu testei fazer uma busca com expressão regular dentro do OmegaT, uma CAT Tool, e funcionou bem. Até onde sei, MemoQ e Trados também funcionam bem. Eu testei no Microsoft Word 2007 e NÃO funcionou. Mas por via das dúvidas, usem um dos softwares preferidos dos programadores: o Notepad++.

Abram o Notepad++ e colem lá dentro todo o texto que precisa passar por essa etapa. Depois disso, em vez de fazer uma busca palavra por palavra, montem a seguinte expressão regular:

“palavra1|palavra2|palavra3|palavra4”

Entre cada palavra, vai o caractere | então vocês podem montar com quantas palavras quiserem. Eu monto a minha lista de palavras perigosas inteira de uma vez só. Por exemplo: “colega|coleta|amido|amigo”.

Mas só fazer uma busca assim não basta, você precisa avisar o software que você quer buscar como expressão regular. Vejam só:

find

Pronto, depois de marcar a opção Expressão regular e montar a sua própria expressão com sua lista de palavras perigosas, o Notepad++ vai encontrar TODAS as ocorrências de qualquer uma das palavras. E aí você pode ler com atenção cada uma das palavras e ver se no contexto em que ela estiver ela é a palavra certa. Dá até para destacar palavras que você quiser evitar, por exemplo, advérbios terminados em -mente. É só incluir “|mente” no final da sua expressão regular.

Explicação técnica: o caractere | significa “ou” dentro de uma expressão regular. No caso da lista, o computador vai entender que você quer buscar “colega” ou “coleta” ou “amido” ou “amigo”… Assim ele mostra todas as vezes que alguma dessas palavras aparecer no texto.

Mas as expressões regulares fazem muito, mas MUITO mais do que isso. Num post futuro eu pretendo falar um pouco mais de expressões regulares, aplicadas mais à legendagem.

Então até breve, pessoal!

Publicado originalmente em 13 de novembro de 2015 em https://jogodatraducao.wordpress.com/2015/11/13/revisao-com-expressao-regular-sim/