Vórtices e Nuvens Lenticulares em Neptuno!

O Telescópio Espacial Hubble confirmou a presença de um vórtice negro na atmosfera de Neptuno, o primeiro a ser observado no século XXI. Imagens obtidas com a câmara WFC3 em 16 de Maio mostram uma mancha oval escura, algo semelhante em forma à Grande Mancha Vermelha de Júpiter, no topo da atmosfera. Estes gigantescos sistemas anti-ciclónicos ocorrem ocasionalmente na atmosfera de Neptuno, tendo os primeiros exemplos sido observados pela Voyager 2 aquando da sua passagem pelo planeta em 1989.

O vórtice (negro) e a nuvem lenticular (branco/rosa) companheira na atmosfera de Neptuno, fotografados pelo Hubble. A extensão total do vórtice negro é mais evidente na imagem com o filtro azul pois as nuvens de metano são transparentes nesta região do espectro.

A presença destes sistemas perturba a circulação atmosférica, que nesta região regista ventos de 2000 km/h (!), e o gás é forçado a subir em altitude, onde faz mais frio, formando nuvens de cristais de metano que parecem acompanhar o vórtice negro subjacente. De facto, as nuvens assim formadas são semelhantes às chamadas nuvens lenticulares que se formam em volta de montanhas na Terra quando o ar é forçado a subir em altitude.

Nuvens lenticulares formadas sobre as montanhas do Volcanoes National Park no Ruanda. Fonte: http://www.gorillasafaritour.com/wp-content/uploads/2014/10/volcano-rwanda.jpg.

(Fonte: Hubble)

Like what you read? Give Luís Lopes a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.