1º Workshop Officeless aconteceu e foi lindo! 100% online e 100% presencial.

No início de Maio aconteceu o 1º Workshop do Officeless e resolvemos escrever esse post para compartilhar com vocês um pouquinho de como foi essa experiência.

Percebemos que existem muitos medos, preconceitos e mitos relacionados ao Trabalho Remoto que fazem com que pessoas e empresas não enxerguem esta forma de trabalho como uma opção viável. Nosso objetivo principal era fazer com que os participantes vivenciassem na prática como é fazer parte de um time distribuído e mostrar que é possível implementar o Trabalho Remoto nas empresas sim.

O Workshop aconteceu de terça à quinta-feira (9 à 11 de Maio de 2017). Foram 3 dias onde tivemos a oportunidade de trabalhar lado a lado com os 9 participantes, mesmo eles estando a alguns milhares de quilômetros de distância uns dos outros. Tivemos pessoas participando de Brasília, Rio de Janeiro, Porto Alegre, São Paulo, Toronto (Canadá) e Vancouver (Canadá). Apesar do workshop ter sido online, ele foi 100% mão na massa e tivemos diversos exercícios e dinâmicas que contaram com a colaboração de todos.

Demonstramos diversas técnicas e ferramentas que ajudam líderes e pessoas do time a terem uma visão de tudo que está acontecendo na empresa, mesmo com os indivíduos trabalhando de diferentes locais e horários.

Os participantes tiveram a oportunidade de aprender algumas técnicas simples, mas poderosas, de colaboração a distância. Elas possibilitam os líderes a lançarem desafios complexos para o time, discutir ideias, realizar brainstormings e sair do outro lado com um plano claro e acionável. Esta técnica é muito interessante porque como o plano foi discutido e acordado por todos os envolvidos, ela acaba gerando ainda mais engajamento do time na hora da execução.

Compartilhamos o que fizemos no Startaê para criar uma cultura de transparência e autonomia, onde as pessoas estão conectadas pelo propósito da empresa. Desta forma, cada pessoa sabe exatamente o que fazer mesmo que cada uma escolha o local e o horário que a deixe mais produtiva. Conversamos sobre como criar grandes metas e quebrá-las em pequenos projetos que nos dão mais visibilidade e sensação de progresso. E por fim, trocamos experiências relacionadas a hábitos e práticas que podemos adotar no nosso dia a dia para tornar o Trabalho Remoto bem mais humano e divertido e faça com que as pessoas se conheçam além do trabalho.

Acreditamos que o Trabalho Remoto é muito mais do que “trabalhar de casa” e que a medida que pessoas e empresas perceberem que ele não é nenhum bicho de sete cabeças, teremos um impacto gigante na nossa sociedade. Pessoas serão muito mais produtivas, felizes e realizadas. Empresas terão muito mais resultados, visibilidade e engajamento dos seus times além de reduzirem custos fazendo investimentos em espaços inteligentes ao invés de construírem escritórios gigantes mas pouco eficientes.

Pelos depoimentos da nossa primeira turma, estamos confiantes que estamos conseguindo passar essa mensagem adiante:

“A gente que já fala sobre quebrar paradigmas há um tempo e acha que pouca coisa vai nos surpreender, mas realmente eu vi que eu tinha muito preconceito e que eu não tinha noção da amplitude das possibilidades. Fazendo as dinâmicas do workshop eu esqueci completamente que a gente não estava no mesmo lugar, a sensação que eu tive é que a gente estava junto. Trabalho Remoto é muito maior do que eu imaginava.”
Anna Luiza Maximo
Caixa, Brasília-DF

Eu já faço trabalho remoto há muitos anos, com várias empresas e com vários times, e ainda assim tiveram coisas muito interessantes para mim, muito diferente.”
Rafael Lima
Leadwise, Rio de Janeiro-RJ

“Vocês conseguiram pensar em uma série de processos e frameworks de trabalho que são incríveis e que não funcionam só pro trabalho remoto. Eu vejo a gente aplicando aqui e agora no dia a dia. Me deu uma perspectiva muito além do trabalho remoto e de como uma empresa deve funcionar e se estruturar.”
Isadora Ferraz
Aerolito, Porto Alegre-RS

O que marcou para mim foi o que esse movimento representa e o que ele pode mudar em termos de estruturas econômicas, sociais e o quanto isso pode mexer com todo mundo. Com comunidades, com cidades. Além de melhorar a qualidade de vida das pessoas.”
Romualdo Lopes
Nosotros, Brasília-DF

Percebemos que este 1º Workshop foi só o início deste movimento e queremos, em breve, ver cada vez mais pessoas “Officeless” por aí, ou seja, pessoas menos dependentes de um local fixo para a realização do seu trabalho e que contem com muito mais liberdade, autonomia e transparência.

Gostaria de participar do nosso próximo Workshop? Deixe seu email aqui e você será avisado em primeira mão quando tivermos novas datas.

#beOfficeless

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.