O conto policial mais curto de todos os tempos

(Greatestsp)

O menino está na favela. É preto e inocente.

A viatura da polícia militar está a caminho da favela, na captura de criminosos.

Menino sai da favela, chega em uma avenida, tranquilo.

Viatura vem vindo na avenida, a milhão.

Sinal aberto para o menino; sinal fechado para a viatura. Menino atravessa na faixa, polícia não para no sinal — breca em cima dele.

O menino, preto, inocente, mas desaforado, louco da cabeça, pedindo para tomar um tiro, no meio da avenida escura, completamente vazia, adverte o policial que dirige a viatura:

“calma aí, seu polícia; calma que o sinal tá fechado pra vocês”

Policial desce da viatura. Vê que o menino é preto, inocente, desaforado, louco da cabeça, pedindo para tomar um tiro.

Dá um tiro no menino.

Menino morre. Polícia segue a vida.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.