Análise a The Half Of It (NETFLIX)

Kuro Lilie
Nov 3 · 4 min read
Image for post
Image for post

Ellie uma rapariga que normalmente faz os trabalhos dos colegas de turma terá que escrever uma carta de amor à rapariga de quem gosta…mas em nome de Paul, o rapaz que lhe pediu para escrever a carta devido ás suas fracas capacidades de comunicação.

Sobre o filme:
Este é um filme que estriou na NETFLIX em Maio, em plena pandemia, e que, com toda a confusão, ficou um pouco abafado e perdeu visualizações.
O filme tem cerca de 1h e 30min, é uma comédia romântica para adolescentes acima dos 12 anos. Bom para se ver com amigos ou sozinho.

Image for post
Image for post

Análise narrativa:
Tem uma abordagem mais filosófica sobre o tema AMOR, no entanto não deixa de ser uma ficção em que as personagens vão aprendendo o que é amar alguém.
Ellie é a nossa narradora que nos faz saltar rapidamente no espaço-tempo. Tem um ritmo constante, nem rápido nem lento, nada parece ser forçado ou contado á pressa.
Algo interessante foi a quase separação do filme como que por capítulos, através de vários ecrãs negros com uma frase dita por alguém. Algo que está a aparecer cada vez mais nos filmes e séries é a variedade de culturas, nacionalidades e orientações sexuais, e é algo que acontece neste filme ao incluírem outro idioma.
O filme por vezes acaba por ser um pouco previsível, porque nos dão logo as respostas ou as pistas para concluirmos o que vai acontecer depois.

Image for post
Image for post

Personagens:
A nível de representação está tudo muito bem feito, nada é exagerado ou forçado.

Ellie e Paul:
Ellie é a nossa personagem principal, inteligente, trabalhadora, dedicada a ajudar o pai da melhor maneira que consegue, uma adolescente que parece um pouco desligada da experiência adolescente, responsável, racional e pouco dada a sentimentos.
Paul é o rapaz trapalhão, energético, com fracas capacidades de comunicação, muito dado a sentimentos, com um nível de empatia superior, um pouco ingénuo e super honesto.

Image for post
Image for post
Image for post
Image for post

Aster e Trig:
Aster é a rapariga pela qual Ellie tem um fraquinho, está na posição do típico estereótipo de rapariga popular sem cérebro, mas acaba por ser o oposto…é inteligente, um bocado conformada com a sua situação, parece não ter voz/vontade própria durante uma grande parte do filme.
Trig é o namorado de Aster, convencido, que parece que não sabe usar o cérebro…o dito estereótipo usado neste tipo de filmes.

Image for post
Image for post
Image for post
Image for post

Análise ao som, música e imagem:
Algo que normalmente não se vê é a inclusão de uma curta-metragem, neste caso sobre a visão grega do tema AMOR, em stop motion (sendo esta uma arte um pouco morta atualmente). Algo que achei inovador foi o design das letras e a interligação da metade (half) em que cortam as letras a meio, visto que o filme fala sobre a procura da outra metade…recentemente tem-se visto uma preocupação com o design das letras.
O filme está bem misturado a nível de som, os níveis não estão incomodativos. A nível de música de fundo, esta é quase imperceptível, mas não é necessário ser mais perceptível porque a representação está tão bem feita que não precisamos de música…o drama está lá e não é necessário reforçar isso.
A nível de imagem, o tom de cor é ligeiramente quente, sendo predominantes os tons pastel (algo que evidencia o tom natural da pele)…tem uma luz muito suave e difusa (tudo parece ter sido gravado em dias nublados sem grandes realces de brancos)…o cuidado com a imagem é algo que se nota bem neste filme.

Opinião final:
Este filme não é novidade a nível de tema e narrativa, mas sem duvida é uma novidade a maneira como a história nos é contada…mesmo sendo um pouco previsível (muito provavelmente pela falta de mistério durante todo o filme).
É um filme para entreter, não é algo que nos faça pensar muito…dá-nos um bom tempo com algumas gargalhadas pelo meio.

Entretenimento e Tecnologia

Medium is an open platform where 170 million readers come to find insightful and dynamic thinking. Here, expert and undiscovered voices alike dive into the heart of any topic and bring new ideas to the surface. Learn more

Follow the writers, publications, and topics that matter to you, and you’ll see them on your homepage and in your inbox. Explore

If you have a story to tell, knowledge to share, or a perspective to offer — welcome home. It’s easy and free to post your thinking on any topic. Write on Medium

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store