Análise a The Kissing Booth 2 (Netflix)

Kuro Lilie
Aug 29, 2020 · 7 min read
Image for post
Image for post

Sobre o filme:
Elle tenta lidar com os sentimentos e preocupações de uma relação á distancia, enquanto se aproxima de um novo colega de escola, que a vai ajudar num concurso que pode mudar a sua vida.
Este filme é uma comédia romântica indicada para adolescentes…é a sequela do filme anterior, em que desta vez o tema é “relações á distancia”, tendo em conta o tema teremos obviamente um filme com menos comédia. Haverá um terceiro filme devido ao final aberto que nos deram. Indicado para audiências acima dos 12 anos (embora haja a probabilidade de não ser totalmente compreendido devido á complexidade de sentimentos envolvidos e ao cruzamento dos mesmos entre as personagens).

Narrativa:
Como é costume neste filme temos um resumo das atividades de Noah e Elle…algo que nos deixa a par das coisas rapidamente, contadas por Elle, que mais uma vez é a nossa narradora e nos vai dar a sua perspetiva da história.
Este filme fala sobre as dificuldades de uma relação á distancia, as complicações que uma amizade de infância com várias regras…e uma nova amizade que pode vir a substituir um relacionamento.
Mais uma vez temos algumas reações que são repetidas (aconteceram no filme anterior)…Elle a falar para todos na escola…todos a olharem para ela no primeiro dia da escola, a viagem de mota no final e a banca dos beijos.
Neste filme estamos a ver uma espécie de “como fugir às regras da amizade definidas desde a infância”.
Temos também o tema do sair do armário por ser gay, o que torna o filme mais interessante; o facto de não haver só personagens heterossexuais dá mais realismo á narrativa e acrescenta mais profundidade ao tema de relacionamento amoroso e amizades.

Image for post
Image for post

Existe um termo usado pelos criadores de audiovisuais…KIS…que significa (keep it simple)…basicamente é algo que nos diz “não queiras transmitir muitas ideias; tenta apenas transmitir uma única ideia, assim corres menos riscos de fazer algo errado ou não transmitires corretamente o que queres”…o que é algo que neste filme não acontece…este filme tem tanto drama que poderia dar uma minissérie…no entanto conseguem fazê-lo sem nos dar uma pausa do drama de adolescentes.

Vamos então ver os dilemas existentes neste filme (SPOILER ALERT):
- Elle sempre com Lee e Rachel sem lhes dar tempo para eles mesmos
- Elle a ficar desconfortável com a amizade de Noah…o que é normal…visto que tudo narrativamente apontava para que ela se sentisse daquela maneira…o desligar rápido, não levar o telemóvel quando sai com amigos, não lhe falar sobre Chloe e mostrar-se demasiado próximo dela
- Elle a falar de uma maneira muito inapropriada sobre Marco, com toda a escola a ouvir
- Lee a esquecer-se de Rachel num encontro porque está com Elle
- Lee não contar a Elle que ela está a tirar tempo a sós com Rachel
- Noah a não reparar como Elle está quando ele está com amigos
- Elle encontrar um brinco debaixo da cama de Noah que pertence a Chloe e nenhum dos dois resolver o assunto falando logo com Chloe
- Lee fingir que se magoa para passar mais tempo com Rachel
- Noah a mentir a Elle para evitar o assunto Chloe…o que não adianta porque ela sabia e só a fez sentir pior
- Lee não ter avisado Rachel que mudaram de fato para o baile…fazendo Rachel se sentir excluída
- Elle ter beijado Marco na competição de dança com Noah a assistir…sem ter ainda acabado a relação Noah e dando esperanças a Marco
- Elle por não ter contado a Lee que estava a pensar ir para outra universidade

Este filme é repleto de dilemas…estamos a ter um dilema novo quase de 10 em 10 minutos…sem nenhum ser resolvido; só no final é que tudo se resolve, o que é mais uma vez, uma tática de cinema…quando acontece o clímax e temos todos os movimentos de câmara típicos de filmes românticos…em que parece que tudo se resolve com um beijo e que nada aconteceu antes. Como é costume nos filmes deste género temos um arrastar de conflitos…o que é normal caso contrário não haveria um filme, mas sim uma curta metragem.

Personagens:
As personagens foram bem escolhidas, a sua personalidade transparece na sua atuação…no entanto há algumas alturas em que algumas as reações podem tornar-se um pouco exageradas e forcadas…o tentar por exemplo tornar a cena mais cómica ou alegre.

Elle e Noah:
Elle sente-se sozinha e acaba por passar mais tempo com Lee e Rachel, acabando por lhes tirar o tempo a sós. Acaba por passar depois mais tempo com Marco devido ao concurso e começa a sentir algum conforto, não se sente tão sozinha…com Lee ocupado com a namorada e Noah a sair com amigos, Marco é a única pessoa que está sempre presente. Elle é uma rapariga espontânea, ás vezes diz coisas inapropriadas (quem é que iria falar daquela maneira sobre Marco, tendo um namorado?!)…é um pouco inconsciente e tenta ter tudo o que quer acabando por passar por cima dos outros…mas no fundo não é má pessoa…apenas faz más escolhas.
Noah não percebe de todo como faz Elle se sentir, muito social e muito na dele, não parece saber manter uma relação á distância, há alturas em que consegue ter coração frio e outras consegue ser muito sentimental. Mostra gostar de Elle…mas a suas atitudes não nos mostram isso e acabam por justificar as atitudes e sentimentos de Elle.

Image for post
Image for post
Image for post
Image for post

Lee e Rachel:
Lee é o rapaz mais parecido a Elle psicologicamente e na maneira de lidar com as situações. Tem boas intensões, mas acaba por fazer disparates tentando evitar magoar outras pessoas…acabando por magoar a própria namorada no processo.
Rachel é a amorada de Lee, completamente inocente no meio de todo o dilema, é talvez a pessoa com mais maturidade neste filme, tenta resolver as coisas da melhor forma, sente-se deixada de parte (qualquer pessoa se sentiria assim com tudo o que se passou). É alguém que guarda o que pensa para ela até acabar por explodir.

Image for post
Image for post
Image for post
Image for post

Chloe e Marco:
Chloe tem uma personalidade forte e é uma pessoa que sabe o que quer…embora nos deem a visão de uma rapariga intrometida, vamos perceber com o decorrer do filme que ela só tem boas intenções.
Marco é o novo amigo de Elle que vai ajudar no concurso. É quem vai ser a companhia de Elle quando ela não se sente bem. Só tem boas intensões, é espontâneo e não planeia as suas coisas. A sua amizade com Elle começa com o lado competitivo dos dois e depois começamos a ver um lado mais sensível.

Image for post
Image for post
Image for post
Image for post

Imagem e som:
Tudo parece perfeito demais…a imagem tem um brilho específico…quase como se fosse mágico. Este filme poderia ser uma publicidade enorme porque tudo está feito ao detalhe com uma imagem esteticamente atraente. Tem uma cor de temperatura um pouco quente sendo predominante uma luz mais quente (tons amarelados). Temos como sempre os típicos movimentos de câmara que um filme de romance normalmente tem.
A música de fundo acompanha o sentimento das ações, é bastante expressiva da ação e mesmo que não estejamos a ver o filme conseguimos perceber perfeitamente a ação pela música.
Está bem misturado a nível de som, nada muito baixo nem muito alto e com as panorâmicas corretas.

Visão geral do filme:
O titulo secundário para este filme poderia ser “como fugir ás regras” porque vemos as personagens a tentarem ter tudo o que querem sem realmente se comportarem como pessoas responsáveis e conscientes…usam mentiras, indiretas, falam de maneiras pouco apropriada para a sua posição e ás vezes têm certas atitudes que só pioram as situações sem parecerem preocupar-se com o assunto.
É um bom filme para se ver sozinho ou com o/a namorado/a…de certa forma ajuda a refletir sobre alguns aspetos de uma relação…o facto de como pequenas ações, que para um não significam nada, poderão fazer a outra pessoa sentir-se horrível.
Normalmente as sequelas perdem um pouco a sua qualidade mas este filme manteve o mesmo nível que o filme anterior e acho que se tornou um pouco mais humano…mesmo que com toda a sua ficção.
O terceiro filme com certeza será sobre como conciliar relacionamentos á distancia, novos ambientes, nova escola, novas amizades…será portanto mais complexo a nível de sentimentos e provavelmente com mais dilemas.

Entretenimento e Tecnologia

Kuro Lilie

Written by

Licenciada em Som e Imagem. Apaixonada por fotografia e cinema, com queda para a escrita e desenho…e com um estranho gosto pela psicologia.

oitobits

info@oitobits.io

Kuro Lilie

Written by

Licenciada em Som e Imagem. Apaixonada por fotografia e cinema, com queda para a escrita e desenho…e com um estranho gosto pela psicologia.

oitobits

info@oitobits.io

Medium is an open platform where 170 million readers come to find insightful and dynamic thinking. Here, expert and undiscovered voices alike dive into the heart of any topic and bring new ideas to the surface. Learn more

Follow the writers, publications, and topics that matter to you, and you’ll see them on your homepage and in your inbox. Explore

If you have a story to tell, knowledge to share, or a perspective to offer — welcome home. It’s easy and free to post your thinking on any topic. Write on Medium

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store