Retrobits — Mass Effect

Pedro Moreira
May 31 · 3 min read
Capa original de Mass Effect

Custa a acreditar que Mass Effect data de 2007, mas o lançamento de Mass Effect Legendary Edition, no passado dia 14 de maio, fez-nos recordar que Mass Effect conta quase 14 anos desde o seu lançamento original na Xbox 360 e, pouco mais tarde, no PC. Mas é verdade, o primeiro Mass Effect é velhote, mas isso não quer dizer que não seja jogável nos dias que correm sem ser na sua nova versão lendária, pelo contrário: Mass Effect envelheceu bastante bem.

Introdução de Mass Effect

O Comandante Shephard é a nossa personagem, e com ele devemos explorar a galáxia de ponta a ponta, por meio de intrigas políticas, espécies alienígenas hostis, robots conscientes, também hostis, forjando alianças com aqueles que serão nossos companheiros neste jogo e, quem sabe, nas sequelas deste. Mass Effect será, muito provavelmente, o que mais se parece a uma Space Opera no mundo dos videojogos: uma galáxia altamente detalhada, com espécies diversas, inteligentes ou não, com a sua própria história e ambições. Dentro da nossa nave, a Normandy, exploramos as estrelas, mas é a pé, de arma em punho, que exploramos os planetas. Mass Effect mistura exploração espacial, tiros em terceira pessoa e role play de forma magistral, e é por isso que teve o estrondoso sucesso que conhecemos.

Primeiro contacto com os Reapers

O primeiro Mass Effect acaba a pedir uma continuação: Shephard descobre que os Reapers, uma antiga raça alienígena de máquinas conscientes, se esconde fora dos limites da galáxia para, periodicamente, regressar e eliminar grande parte dos seres vivos que a habitam. Assim, em Mass Effect 2, a trama adensa-se e Shephard vai tentar, por todos os meios, impedir o regresso iminente dos Reapers. A missão suicida no final de Mass Effect 2 é, sem dúvida, o ponto alto da série, para não dizer um clímax do melhor que já se viu em qualquer videojogo.

Introdução de Mass Effect 2

Mass Effect 3 começa com a invasão dos Reapers, que não foi possível impedir. Passaremos o jogo a reforçar as nossas alianças e amizades dos jogos anteriores, a corrigir erros do passado de diversas personagens, incluindo a nossa, revivendo velhos romances, como não poderia deixar de ser num jogo da Bioware. Mass Effect 3 foi muito criticado, na época, pelo seu final, ou melhor, pelos diversos finais possíveis, feitos à pressa. Uma trilogia como esta, que obriga a múltiplas horas de investimento, com personagens memoráveis, merecia mais que dois minutos de imagens estáticas e texto a descrever o final. A revolta dos jogadores foi tal que a Bioware, pouco depois, teve de lançar uma atualização com… os finais. Parece ridículo, mas é verdade.

Introdução de Mass Effect 3

A edição lendária de Mass Effect reúne os três jogos e os inúmeros DLC que foram lançados pela EA (e que lhe valem tão má fama de companhia que usa e abusa dos DLC para sacar todo o dinheiro que pode aos seus consumidores). Não inclui Mass Effect Andromeda, o único jogo que não acompanha a jornada de Shephard e, atrevemo-nos a dizer, o patinho feio da série: é um bom jogo, mas falta-lhe o carisma dos originais.

Trailer de lançamento de Mass Effect: Andromeda

A trilogia Mass Effect original encontra-se disponível para Xbox 360 e PS3, assim como para PC; a edição lendária também existe para PC, no Steam, para PS4 e Xbox One. Os jogos originais são, nos dias de hoje, baratíssimos, mas a nova edição inclui os três jogos, com todos os DLC, com a remasterização gráfica, pelo que pode valer a pena adquirir esta versão em vez das outras, mas se já tiverem as versões antigas, o upgrade pode não valer a pena, visto que o conteúdo é o mesmo.

Retrobits é uma rúbrica mensal que tenta recuperar parte da história dos videojogos. Desde grandes sucessos a joias escondidas, tentaremos deixar-vos neste espaço algumas sugestões de jogos perdidos no tempo.

Pedro Moreira é Reviewer no oitobits.pt | twitter @VRTester85 | morenho27@hotmail.com

oitobits

Entretenimento e Tecnologia

Medium is an open platform where 170 million readers come to find insightful and dynamic thinking. Here, expert and undiscovered voices alike dive into the heart of any topic and bring new ideas to the surface. Learn more

Follow the writers, publications, and topics that matter to you, and you’ll see them on your homepage and in your inbox. Explore

If you have a story to tell, knowledge to share, or a perspective to offer — welcome home. It’s easy and free to post your thinking on any topic. Write on Medium

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store